Mercado

Ibovespa opera em alta com China, vendas no varejo e reforma tributária

0

O Ibovespa inicia esta quarta-feira (11) em alta com China, reforma tributária e vendas no varejo no radar.

Por volta das 10h30, o Ibovespa registrava variação positiva de 0,49% alcançando  103.541,09. O mercado nacional está atento ao desdobramento da disputa comercial, após a China retirar as tarifas sobre os produtos norte-americanos.

Além disso, segue no radar dos investidores a alta de 1% das vendas no varejo e a reforma tributária.

China retira tarifas sobre produtos americanos

A Comissão de Tarifas Aduaneiras do Conselho de Estado da China publicou, nesta quarta-feira (11), uma lista de produtos dos EUA que não serão aplicadas tarifas. Essas taxas estavam vigentes desde o ano passado.

Saiba Mais: China exclui tarifas de 16 categorias de produtos dos Estados Unidos

Em outubro, os dois países deverão reunir-se novamente para negociar um acordo sobre a guerra comercial. As tarifas sobre produtos dos Estados Unidos foram sanções impostas pelo governo da China a fim de abalar a economia norte-americana, como resposta as imposições do presidente estadunidense, Donald Trump, sobre os produtos do gigante asiático.

Reforma tributária

O governo federal apresentou uma proposta de reforma tributária que inclui um imposto para saques e depósitos. O texto foi divulgado na última terça-feira (10) durante o Fórum Nacional Tributário.

Conforme a proposta apresentada, as operações realizadas em dinheiro serão taxadas com uma alíquota de 0,4%. Para os saques feitos através de crédito e débito, o imposto será de 0,2%.

Por meio desse tributo, o governo pretende substituir a folha de pagamentos, a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) e o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

“Estamos ano a ano com uma regressão percentual de pessoas empregadas formalmente. E isso não pode ficar de fora da reforma tributária, porque o impacto mais significativo [para o emprego] talvez seja a desoneração sobre folha”, afirmou o secretário-adjunto da Receita Federal, Marcelo de Sousa Silva.

Vendas no varejo crescem 1%

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o volume de vendas do comércio varejista cresceu 1% em julho com comparação com o mês de junho.

Confira Também: Ações das varejistas deverão sofrer oscilações com Amazon e Correios

Trata-se do terceiro resultado positivo, que acumula alta de 1,6% no período. A expectativa era de um avanço de 0,2%.

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, terça-feira (10), o Ibovespa encerrou em queda de -0,14% com 103.03,50 pontos.

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.