Mercado

Ibovespa encerra em alta com votação da reforma da Previdência

0

O Ibovespa encerrou em alta de 0,61% nesta quarta-feira (7). O índice acionário fechou o pregão com 102.782,37 pontos.

Na abertura do mercado desta quarta, o Ibovespa estava operando na casa dos 100 mil pontos. Por volta das 10h30, o índice registrava queda de -1,38%, alcançando 100.753,22 pontos.

Os investidores estão reagindo de forma otimista a votação do segundo turno da reforma da Previdência. Além disso, os resultados do segundo trimestre de 2019 das empresas ainda está movimentando o mercado.

A diminuição das tensões entre Estados Unidos e China na guerra comercial também influenciaram para a alta do indicador.

Reforma da Previdência

A Câmara dos Deputados aprovou em segundo turno o texto-base da reforma da Previdência na noite da última terça-feira (6). Foram 370 votos favoráveis, 124 contrários e uma abstenção.

Saiba mais: Votação da reforma da Previdência está tranquila, segundo Maia

Os destaques estão sendo votados nesta tarde. No segundo turno, não há possibilidade de alterar ou acrescentar destaques, dessa forma, a votação decidirá apenas se pontos do texto deverão ser retirados. Após aprovação das alterações, a proposta será encaminhada ao Senado.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) declarou que os 375 ou 376 deputados que estarão na Casa formarão a base para rejeitar os destaques da oposição.

A votação do primeiro turno foi concluída no dia 12 de julho, com 379 votos a favor e 131 votos contrários.

Alta de 13,2% no lucro líquido da Raia Drogasil

A maior rede de drogarias do Brasil, Raia Drogasil, foi a responsável pela maior alta do Ibovespa nesta quarta. A empresa divulgou, na última terça-feira (06), os resultados para o segundo trimestre de 2019.

As ações da Raia Drogasil (RADL3) encerram o pregão com alta de 9,47%. Os papéis estão sendo negociados a R$ 94,69.

A rede registrou lucro líquido de R$ 149,4 milhões, crescimento de 13,2% em comparação de mesmo período no ano anterior.

Saiba mais: Raia Drogasil registra lucro líquido de R$ 149,4 milhões no 2T19

“Aumentamos a nossa participação de mercado no trimestre em todas as seis regiões onde atuamos, alavancados por nosso forte crescimento de vendas nas lojas maduras e pela nossa expansão bem-sucedida”, informou a Raia Drogasil.

Guerra comercial

Conforme um estudo da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), a guerra comercial pode beneficiar a exportação brasileira.

Saiba mais: Guerra comercial entre EUA e China pode beneficiar a exportação brasileira

Com as tensões entre os dois países, o aumento nas exportações brasileiras aconteceria principalmente nas vendas de produtos primários para o país asiático.

No mercado da China, Brasil e EUA disputam na venda de commodities. Por causa da guerra comercial, a competitividade brasileira aumentará por conta da taxação das mercadorias norte-americanas.

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, terça-feira (6), o Ibovespa encerrou em alta de 2,06% com 102.163,688 pontos.

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Oliveira
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.