Mercado

Ibovespa abre em alta de 2,9% com Senado dos EUA e IBC-Br no radar

0

O Ibovespa abre em alta, nesta quinta-feira (26), com o pacote de estímulos à economia norte-americana no radar e a prévia de crescimento do Brasil no radar.

Por volta das 10h30, o Ibovespa variava positivamente 2,96% retornado aos 77.103,96 pontos. O mercado está acompanhando as medidas econômicas que a maior economia do mundo está tomando em razão da pandemia.

Além disso, segue no radar do investidor:

  • IBC-Br
  • Reunião do G20
  • Coronavírus
  • Bolsas globais
  • Maiores altas e baixas do Ibovespa

Senado dos EUA

O Senado dos Estados Unidos aprovou, na noite da última quarta-feira (25), o pacote de estímulos à economia de US$ 2 trilhões (R$ 10,07 trilhões) em combate ao coronavírus. A proposta foi assentida por ampla maioria.

Depois de longas negociações entre os congressistas republicanos e democratas, que rejeitaram por duas vezes propostas anteriores, o texto endossado pelo presidente Donald Trump prevê o auxílio a trabalhadores, empresas e o sistema de saúde. O governo estadunidense já sente o impacto econômico causado pelo coronavírus.

IBC-BR

O IBC-Br, a prévia do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, apresentou um crescimento de 0,24%. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (26) pelo Banco Central (BC).

Já na base anual, o IBC-Br teve um avanço de 0,69%, enquanto o mercado esperava um avanço de 1,05%. O índice incorpora informações de três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de imposto.

Reunião G20

Os principais líderes das principais 20 economias do mundo participam da reunião do G20. O principal assunto da reunião é o avanço da pandemia da covid-19, os mandatários e ministros se reúnem para debater como tratar o coronavírus.

O presidente Jair Bolsonaro deve participar da reunião virtual na manhã desta quinta-feira e terá um momento para propor medidas. No Brasil, o presidente propôs isolamento vertical, para grupos de risco.

Além disso, se espera que nessa reunião as duas maiores economias, Estados Unidos e China, alcancem um acordo.

Coronavírus

Até a manhã desta quinta-feira, as secretarias estaduais de Saúde confirmaram 2.567 casos confirmados do novo coronavírus no Brasil, com 60 mortos.

O isolamento na Espanha, segundo país mais atingido na Europa, foi prorrogado para o dia 12 de abril com o intuito de conter a disseminação da pandemia. O tem quase 50 mil infectados e 4.089 mortes por causa de complicações dos coronavírus.

Bolsa em queda livre!? Aproveita as maiores oportunidades da bolsa brasileira com nosso acesso Suno Premium

Segundo a universidade norte-americana John Hopkins, desde o primeiro caso confirmado, o coronavírus já matou 1.046 pessoas no território dos Estados Unidos. Mais de 69 mil pessoas foram infectadas.

Bolsas globais

As principais bolsas de valores da Europa abriram em queda nesta quinta-feira. Os índices futuros dos EUA também registram recuo em suas ações e as bolsas asiáticas encerraram em queda.

Por volta das 7h30, os índices de Nova York, como S&P 500 recuava 1,47%, enquanto a Nasdaq futuro operava em queda de 1,34% e a Dow Jones registrava -1,04%

Na Europa, o índice da Alemanha, Dax, operava em queda de 1,71%, o do Reino Unido, FTSE, registrava recuo de 1,69%. O CAC 40, da França operava -1,30% e da Itália, FTSE MIB, -0,42%.

Na Ásia, a bolsa do Japão, Nikkei encerrou em -4,51% e a da Coreia do Sul queda de 1,09%, Hong Kong finalizou o dia com recuo de 0,74% e a China com -0,60%.

Maiores baixas e altas do Ibovespa

  • USIM5: +11,48%
  • CVCB3: +9,73
  • AZUL4: 8,92%
  • TOTS3: 4,91%
  • RADL3: -2,56%
  • PCAR3: -1,71%

Última cotação

No encerramento do última pregão, quarta-feira, o Ibovespa fechou em alta de 7,5%, a 74.955,57 pontos.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.