Mercado

Ibovespa opera em queda com cenário externo no radar

0

O Ibovespa opera em queda nesta quarta-feira (14) com dados da China, PIB da zona do euro, disputa comercial, reforma da Previdência e MP da liberdade econômica.

Por volta das 10h30, o Ibovespa registrava queda de -1,4% alcançando 101.855,31 pontos. O mercado está atento ao cenário externo, com o crescimento de apenas 0,2% do PIB na zona do euro e dados ruins de produção industrial da China.

Além disso, segue no radar dos investidores a disputa comercial com adiantamento das taxas, reforma da Previdência que possui calendário de votação e MP da Liberdade Econômica aprovada.

PIB da zona do euro

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro teve avanço de 0,2% nos meses de abril a junho deste ano. Entretanto, nos primeiros três meses de 2019, o crescimento registrado foi de 0,4%. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (14) pela agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat.

Saiba Mais: PIB da zona do euro cresce apenas 0,2% no segundo trimestre

No comparativo ano a ano, o crescimento do PIB foi de 1,1% no período. Os dados ficaram de acordo com o previsto por especialistas entrevistados pelo “The Wall Street Journal”.

Dados econômicos da China

Nesta quarta-feira, a China divulgou dados de seu crescimento econômico que alcançou 6,3% no segundo trimestre. Esse valor representa os danos causados pela disputa comercial com os Estados Unidos.

As vendas no varejo cresceram 7,6% no mês de julho, no entanto, no mês de junho o crescimento foi de 9,8%. Em junho a produção industrial avançou em 6,3%, em julho, a produção cresceu apenas 4,8%. Além disso, o desemprego urbano continuou crescendo e alcançou o mesmo patamar de fevereiro de 5,3%.

Disputa comercial

Na última terça-feira (13) o governo dos Estados Unidos adiou a imposição de tarifas de 10% sobre produtos da China. A decisão foi comunicada pelo escritório do representante de Comércio norte-americano, Robert Lighthizer.

Saiba Mais: Estados Unidos adiam imposição de tarifas de 10% sobre produtos chineses

Segundo o governo dos Estados Unidos, as tarifas não serão mais aplicadas no dia 1º de setembro, mas em 15 de dezembro. A taxação é válida para eletrônicos, como telefones celulares, laptops, videogames, monitores de computador, itens de vestuário e calçados.

MP da Liberdade Econômica

Na noite da última terça, a Câmara dos Deputados aprovou o texto-base da MP da Liberdade Econômica. Com 345 votos à favor e 76 contra, a Medida Provisória (MP) 881 ainda possui 17 requerimentos para votar emendas destacadas ou abandonar parte da proposta, que serão analisados nessa quarta.

Saiba Mais: MP da Liberdade Econômica tem texto-base aprovado

Toda a intermediação da votação do projeto foi liderada por Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, que retirou os itens desalinhados com o conteúdo primário idealizado na MP da Liberdade Econômica.

Reforma da Previdência

Os senadores definiram as datas de tramitação do texto-base da reforma da Previdência na última terça-feira (13). Os líderes do Senado fecharam um acordo para concluírem a votação no dia 2 de outubro.

Saiba Mais: Senado define calendário da tramitação da reforma da Previdência; Confira

De acordo com o calendário, o primeiro turno da votação da reforma da Previdência ocorrerá no dia 18 de setembro. A promulgação está prevista para o dia 10 de outubro.

Além disso, os senadores discutem a possibilidade de inclusão de Estados e municípios na reforma previdenciária.

Última cotação do Ibovespa

Na última sessão, terça-feira, o Ibovespa encerrou em alta de +1,36% a 103.299,47 pontos.

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.