Hypera (HYPE3) pagará R$ 185 mi em juros sobre capital próprio

Hypera (HYPE3) pagará R$ 185 mi em juros sobre capital próprio
A Hypera (HYPE3) aprovou a distribuição de R$ 185.496.776,38 em juros sobre  capital próprio (JCP).

A Hypera (HYPE3) informou aos acionistas, nessa quarta-feira (30), que seu conselho de administração aprovou a distribuição de R$ 185.496.776,38 em juros sobre capital próprio (JCP).

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

Nesse sentido, o valor bruto por ação ordinária da Hypera será pouco mais de R$ 0,292, segundo explica o aviso aos acionistas.

Além disso, o pagamento dos juros sobre capital próprio será realizado até o final do exercício social de 2021, levando em consideração a posição acionária ao final de 23 de outubro de 2020. Os papeis serão negociados ‘ex-juros sobre capital próprio‘ a partir de 26 de outubro desse ano.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

O documento salienta que “o montante líquido a ser distribuído na forma de juros sobre capital próprio será imputado ao montante total e dividendos que vier a ser declarado pelos acionistas da Companhia para o exercício social de 2020, na forma da legislação e da regulamentação aplicáveis”.

Resultados da Hypera no 2T20

A empresa farmacêutica obteve um lucro líquido de R$ 396,4 milhões no segundo trimestre desse ano, sendo assim, uma alta de 17,6% na comparação anual.

Segundo a companhia, o lucro líquido foi beneficiado, principalmente pelo crescimento do EBIT das operações continuadas.

Já a receita líquida da farmacêutica avançou 7,9% entre abril e junho desse ano em comparação ao mesmo período em 2019, alcançando R$ 1.050,5 milhões.

No documento, a companhia destacou que “esse crescimento foi impulsionado pelo forte aumento do sell-out1 em Consumer Health no final do mês de março, que acabou não impactando a Receita Líquida no 1T20, consequência da corrida dos consumidores às farmácias para compra de medicamentos isentos de prescrição após o início das regras de restrição para circulação da população por conta da pandemia de Covid-19, e também pelo crescimento do sell-out em Similares e Genéricos”.

Por sua vez, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) cresceu 58,9%, ficando em R$ 449,2 milhões, ao passo que a margem Ebitda da Hypera ficou em 42,8%. Segundo o relatório, o resultado da margem Ebitda é reflexo da redução das despesas de marketing.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião