Grupo Caoa deve anunciar compra da fábrica da Ford

Grupo Caoa deve anunciar compra da fábrica da Ford
Grupo Caoa deve anunciar compra da fábrica da Ford

O Grupo Caoa deve anunciar a compra da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, nesta terça-feira (3). Às 15h, em um evento no Palácio dos Bandeirantes, o governador de São Paulo, João Dória, e os representantes das duas empresas deverão sacramentar o negócio.

Não há detalhes sobre o negócio, no entanto, fontes afirmam que o investimento total do Grupo Caoa é de cerca de R$ 1 bilhão.

No início deste ano, a Ford anunciou que encerraria a operação da planta do ABC. A decisão segue a estratégia da empresa em sair do mercado de caminhões e parar de produzir o Fiesta, já que esses eram as duas vertentes produtivas da fábrica em São Bernardo.

A montadora permanecerá no Brasil com uma fábrica de motores em Taubaté, no interior de São Paulo, e em Camaçari, na Bahia. No nordeste brasileiro, a montadora norte-americana produz o Ka e o EcoSport.

Veja também: Vendas de automóveis registram alta de 11% até agosto

No dia 7 de agosto, o presidente da Ford na América Latina, Lyle Watters, disse à imprensa que as negociações terminariam “em algumas semanas”.

Caoa negocia com sindicatos

Na última segunda-feira (2), o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC publicou uma foto em sua página oficial, na sede da Caoa, em São Paulo.

“Os metalúrgicos do ABC discutiram com a direção da empresa condições trabalhistas para a contratação de trabalhadores impactados pelo fechamento da unidade da Ford, caso a aquisição da planta de São Bernardo seja efetivada. As negociações estão avançadas”, disse o sindicato.

Rafael Marques, ex-presidente do sindicato, publicou a mesma foto e disse que a reunião serviu para “acertar as questões trabalhistas para as futuras contratações advindas do anúncio (que está próximo) da aquisição da planta da Ford em São Bernardo do Campo (pelo Grupo Caoa)”.

Os executivos do Grupo Caoa não quiseram comentar sobre a negociação. Entretanto, fontes ligadas às conversas confirmara que o acordo foi selado.

Segundo o “Estado de São Paulo”, a Caoa deve utilizar a planta para produzir automóveis chineses. O grupo já produz modelos da Chery no Brasil em duas unidades, em Jacareí, em São Paulo, e outra em Anápolis, Goiânia.

Alguns dos modelos que o Grupo fabrica são:

  • Tiggo 2 (Chery)
  • Tiggo 7 (Chery)
  • IX35 (Hyundai)
  • New Tucson (Hyundai)

Além diso, a Caoa também representa a Subaru no País.

O presidente da Caoa, Carlos Alberto de Oliveira, chegou a comentar sobre a possibilidade de utilizar as instalações da Ford em SBC. Na época, entretanto, disse que tudo dependia da reforma da Previdência.

Saiba mais: Relatório da reforma da Previdência é entregue a Alcolumbre com alterações

“Só queremos que o governo resolva a Previdência e a crise fiscal para voltarmos a investir.”

A fábrica da Ford, que deve ser assumida pelo Grupo Caoa, iniciou as atividades em 1967, após ser comprada da Willys Overland. A unidade produziu veículos como Corcel, Meverick, Del Rey, Escort e Fiesta.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião