Google registra queda na receita de anúncios por primeira vez

Google registra queda na receita de anúncios por primeira vez
Sede do Google

O Google (NASDAQ: GOOGL) indicou nesta quinta-feira (30) que registrou uma queda de US$ 2,6 bilhões (cerca de R$ 13,39 bilhões) na receita de anúncios no segundo trimestre em relação ao ano anterior. Alguns dos maiores anunciantes do Google, incluindo empresas de viagens e marcas de consumo, reduziram os gastos em meio à incerteza econômica causada pela pandemia do coronavírus (covid-19).

A Alphabet, holding dona do Google, registrou queda na receita no setor de publicidade de US$ 29,9 bilhões nos três meses até junho. Essa métrica, que inclui anúncios nas propriedades digitais do Google e em outros sites, ficou abaixo dos US$ 32,5 bilhões do ano anterior. O movimento de queda foi causado por um menor uso dos serviços de busca tradicionais do Google.

Trata-se da primeira vez em 22 anos que o Google divulga resultados negativos para a área de publicidade da empresa. No entanto, os analistas consultados pela FactSet já esperavam uma queda na receita de publicidade e os investidores não se mostraram surpresos com a notícia. As ações da Alphabet subiram cerca de 2% nas negociações após o horário comercial.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

O executivo-chefe da Alphabet, Sundar Pichai, culpou o ambiente macroeconômico causado pela pandemia do coronavírus e disse que viu sinais precoces de uma potencial estabilização. O conglomerado registrou lucro total de US$ 6,4 bilhões, uma queda acentuada em relação ao ano anterior.

Os resultados do Google são bem diferentes quando comparados com alguns de seus colegas da Big Tech norte-americana. Poucos minutos antes do Google divulgar seus números, a Amazon.com Inc. disse que suas vendas e lucros aumentaram no segundo trimestre, enquanto os compradores inundavam o site da empresa com pedidos e funcionários trabalhavam em casa.

Adicionalmente, o Facebook Inc. registrou um crescimento menor no segundo trimestre, as ações subiram com a receita mais alta do que o esperado, e a gigante das mídias sociais se beneficiou de um maior envolvimento dos usuários em meio à pandemia.

Veja também: Facebook registra crescimento na receita apesar da pandemia

O Google, com sede em Mountain View, Califórnia, enfrenta várias investigações antitruste sobre a possibilidade de seus negócios prejudicarem os consumidores por representar um monopólio no setor. A empresa nega isso amplamente.

Daniel Guimarães

Compartilhe sua opinião