Negócios

Google estuda aquisição do aplicativo de vídeo Firework

0

O Google está avaliando adquirir um aplicativo de vídeo, chamado Firework, para ser concorrente do famoso TikTok, criado na China. As informações foram divulgadas na última sexta-feira (4) pelo “The Wall Street Journal”.

Os dois aplicativos têm um conceito de funcionamento parecido. Eles permitem que os usuários publiquem vídeos curtos, de 30 segundos. O Firework, que está na mira do Google, é bem conceituado por seu publico alvo e tem uma avaliação media de 4,5 na IOS APP Store, loja virtual da Apple.

De acordo com informações do The Wall Street Journal, além da aquisição, o Google também estuda outras formas de parceria com o aplicativo. No começo deste ano, o Firework foi avaliado em US$ 100 milhões (aproximadamente R$ 405 milhões). Uma empresa chinesa denominada Weibo também demonstrou interesse na aquisição do Firework.

Veja também: Disney proíbe anúncios da Netflix em seus canais de TV

Segundo dados da SensorTower, empresa de inteligência de aplicativos, o TikTok, concorrente do Firework, foi o quarto app mais baixado do segundo trimestre de 2019. Com isso, a marca ficou atrás apenas de:

  • WhatsApp
  • Messenger (Facebook)
  • Facebook

Google e investimento na Europa

O Google pretende investir 3 bilhões de euros (aproximadamente R$ 13,7 bilhões de reais) na Europa nos próximos dois anos. Os aportes serão direcionados aos seus centros de processamento de dados, ampliando-os, segundo a “Reuters”.

De acordo com Sundar Pichai, CEO da Google, o planejamento inclui a injeção de 600 milhões de euros (20% do valor total projetado) na unidade de Hamina, na Finlândia.

 

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.