Google é acusado nos EUA por monopólio ilegal em buscas e anúncios

Google é acusado nos EUA por monopólio ilegal em buscas e anúncios
Fachada de sede do Google, em Mountain Ville, Silicon Valley. (foto: divulgação)

O Google está sendo acusado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos de manter um monopólio ilegal em relação a buscas e anúncios online. O processo foi aberto nesta terça-feira (20), segundo informações do “The New York times”.

O desafio do governo será grande, já que o Google tem um grande poder de mercado por ser um gigante da tecnologia. O processo está em andamento em um tribunal federal em Washington, DC.

O Google deverá ser acusado de manter, de maneira ilegal, o seu monopólio sobre a pesquisa por meio de vários contratos comerciais exclusivos e acordos que não dão espaço para a concorrência. As informações foram reveladas por pessoas próximas ao assunto.

Alguns desses contratos incluem o pagamento de bilhões de dólares pelo Google à Apple. A companhia controlada pela Alphabet teria pago para que o mecanismo de busca do Google fosse inserido como o padrão em iPhones (celulares da Apple). Vale destacar que o Google já é vinculado aos celulares que possuem sistema Android.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

Garanta acesso ao Suno One, a central de informações para quem quer aprender a investir. Acesse gratuitamente clicando aqui

A Justiça dos EUA afirma que o Google, com essas parcerias com as fabricantes de celulares, tem dificultado a entrada de outras ferramentas de pesquisa rivais. Dessa forma, a competição e a inovação estariam sendo prejudicadas, de acordo com processo.

O presidente dos EUA, Donald Trump, e a senadora Elizabeth Warren já criticaram, por vezes, o poder concentrado pelas gigantes de tecnologia no país.

De acordo com informações do jornal, o processo poderá se desenrolar por anos, além de estimular uma outra leva de processos antitruste da Justiça norte-americana.

Como o Google lida com a situação?

O Google tem negado as acusações de violações antitruste há um bom tempo. A companhia já foi notificada outras vezes e deve continuar usando a sua força contra a Justiça, por meio de uma rede global de advogados e pessoas ligadas a companhia.


A Alphabet, empresa mãe do Google, avaliada em US $ 1,04 trilhão, esteve na Justiça com processos antitruste na Europa, recentemente.

A companhia diz que possui uma forte concorrência no mercado de buscas, além de seus serviços serem importantes para as pequenas empresas. O Google foi procurado pela jornal para se retratar sobre o caso, mas não deu respostas.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião