Gol (GOLL4) registra prejuízo de R$ 1,9 bilhão no 2T20

Gol (GOLL4) registra prejuízo de R$ 1,9 bilhão no 2T20
Gol (GOLL4)

A Gol (GOLL4) registrou prejuízo líquido de R$ 1,996 bilhão no segundo trimestre deste ano. No mesmo período em 2019, a companhia aérea havia registrado prejuízo de R$ 194,6 milhões.

A Gol também divulgou que, se descontados efeitos extraordinários como receitas e despesas não recorrentes e variação cambial, o prejuízo seria de R$ 771,8 milhões, ante prejuízo de R$ 2,1 milhões no mesmo período de 2019.

A receita líquida da companhia aérea totalizou R$ 357,8 milhões, em comparação com o mesmo período no ano passado, esse valor representa queda de 88,6%. De acordo com a Gol, esse resultado é “devido principalmente a redução na demanda em decorrência da adoção do comportamento de distanciamento social pelos clientes e pelo fechamento de fronteiras”.


O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado totalizou R$ 99,2 milhões no período. O Ebitda ajustado por assento-quilômetro disponível foi R$ 10,02 (centavos). Por sua vez, o resultado operacional (Ebit ajustado) no segundo trimestre foi de R$ 20,4 milhões. A margem operacional foi de 5,7%.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

As despesas com pessoal por ASK (oferta por assentos) apresentou crescimento de 42%. Os gastos com passageiros por ASK aumentaram 94,9% no segundo trimestre.

A despesa financeira líquida foi de R$ 1,1 bilhão, aumento de R$ 678,3 milhões na comparação com o mesmo período no ano passado. A liquidez de caixa, no dia 30 de junho, totalizou R$ 3,3 bilhões.

Gol: demanda doméstica cresceu 95,4% em junho ante maio

A Gol divulgou, no início do mês, números prévios sobre o trafego aéreo da companhia em junho e informou que a demanda no mercado doméstico teve alta de 95,4% em junho desse ano, em comparação a maio. Entretanto, a demanda doméstica no mês passado é 86,2% menor em relação a junho de 2019.

Por sua vez, a oferta da Gol cresceu 84,8% em junho desse ano ante maio, apesar de ser 85,2% menor em comparação a junho de 2019. Além disso, a companhia aérea destacou que aumentou sua malha para 100 voos diários no sexto mês do ano.

Já a taxa de ocupação, segundo a Gol, ficou em 79,1% no mês passado, enquanto em junho de 2019 ficou em 84,3%. Vale destacar que a companhia não fez voos internacionais em junho desse ano.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião