Gol (GOLL4): Governo poderá comprar R$ 100 mi em passagens aéreas

Gol (GOLL4): Governo poderá comprar R$ 100 mi em passagens aéreas
Gol

O presidente-executivo da Gol (GOLL4), Paulo Kakinoff, informou que o governo federal poderá comprar R$ 100 milhões em passagens aéreas da companhia.

De acordo com Kakinoff, a medida é para auxiliar a Gol a enfrentar os efeitos da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). Além disso, durante a conferência online, o presidente disse que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deve concluir até a próxima semana os termos finais do pacote de apoio financeiro avaliado em R$ 2 bilhões.

Gol, Azul e Latam aceitam proposta de socorro do BNDES

O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, declarou em maio, que as três principais companhias aéreas do Brasil concordaram com as condições financeiras do socorro ao setor.

Suno One: o primeiro passo para alcançar a sua independência financeira. Acesse agora, é gratuito!

A Gol , Azul (AZUL4) e Latam Airlines Group (NYSE: LTM) aceitaram o termos para a operação de bancos de socorro ao setor de aviação. De acordo com o presidente do BNDES, as condições foram apresentadas às três companhias e aceitas no dia 15 do mês passado.

“Todas as três aceitaram a proposta do sindicato de bancos e agora é a fase de execução da operação”, afirmou Montezano durante entrevista online.

Veja Também: Três principais aéreas do Brasil aceitam proposta de socorro, diz BNDES

O modelo de socorro às companhias aéreas prevê a ajuda de até R$ 6 bilhões, sendo repartido em R$ 2 bilhões para cada empresa, conforme apurou a agência Reuters.

O empréstimo do BNDES à Gol e as outras companhias seria no montante de até R$ 2,4 bilhões, ao tempo em que os bancos privados colocariam R$ 500 milhões. O valor restante da operação seria realizado por meio de instrumentos como debêntures conversíveis em ações e emissão de bônus.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião