Gol (GOLL4): demanda doméstica cresceu 95,4% em junho ante maio

Gol (GOLL4): demanda doméstica cresceu 95,4% em junho ante maio
O Gol também informou que espera continuar queimando caixa ao longo do 4º trimestre

A Gol Linhas Aéreas Inteligentes (GOLL4; GOLL11; GOLL12) divulgou nessa segunda-feira (6) números prévios sobre o trafego aéreo da companhia em junho e informou que a demanda no mercado doméstico teve alta de 95,4% em junho desse ano, em comparação a maio. Entretanto, a demanda doméstica no mês passado é 86,2% menor em relação a junho de 2019.

Por sua vez, a oferta da Gol cresceu 84,8% em junho desse ano ante maio, apesar de ser 85,2% menor em comparação a junho de 2019.

Além disso, a companhia aérea destacou que aumentou sua malha para 100 voos diários no sexto mês do ano.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Já a taxa de ocupação, segundo a companhia, ficou em 79,1% no mês passado, enquanto em junho de 2019 ficou em 84,3%. Vale destacar que a companhia não fez voos internacionais em junho desse ano.

Gol anuncia adiantamento de R$ 1,2 bi na compra de passagens pela Smiles

Ainda nessa segunda-feira, a Gol comunicou ao mercado que a Smiles (SMLS3) fará um adiantamento à companhia no valor de R$ 1,2 bilhão como venda antecipada de passagens aéreas.

Por outro lado, a Gol vai proporcionar à Smiles desconto médio de 11% nos preços das passagens aéreas no resto deste ano. O acordo tem duração de três anos e até 30 de junho de 2023 a companhia vai garantir a venda percentual mínimo de passagens em tarifa promocional.

A empresa de milhas prevê com os descontos uma economia, nos próximos três anos, de R$ 85 milhões. O saldo dos créditos que não forem usados na compra de passagens serão remunerados a uma taxa correspondente a 115% do CDI, “que incidirá sobre o montante do desembolso desde a data em que for transferido à Gol até a sua efetiva amortização”.

Veja também: Gol (GOLL4) apresenta prejuízo de R$ 2,28 bi no 1T20

“A operação é um investimento estratégico e incremental para a Smiles e sua geração de valor decorre primordialmente da manutenção dos negócios da empresa e da sua geração de caixa atual e futura através do fortalecimento da Gol, sua principal parceira comercial e operacional e companhia com a qual ela tem uma interdependência intensa, em um momento ímpar de instabilidade”, informou a Smiles em seu fato relevante.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião