Gilead, fabricante do Remdesivir, investe em empresa de imunoterapia

Gilead, fabricante do Remdesivir, investe em empresa de imunoterapia
Gilead, fabricante do Remdesivir, investe em empresa de imunoterapia

A farmacêutica norte-americana Gilead Sciences (NASDAQ: GILD), informou, nesta terça-feira (21), que irá investir US$ 300 milhões (cerca de R$ 1,56 bilhão) na compra de 49,9% da Tizona Therapeutics, empresa do setor de imunoterapia.

A Gilead permanecerá com a opção de compra do restante da empresa por US$ 1,25 bilhão. A Tizona Therapeutics é focada no desenvolvimento de pesquisas sobre tratamentos que combatam o câncer, ponto focal dos investimento da Gilead.

A Gilead tem tido grande notoriedade nos últimos meses devido a fabricação do Remdesivir, medicamento que é utilizado em pacientes em estado grave do novo coronavírus (Covid-19) nos Estados Unidos.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

O desenvolvimento da medicação e estudos realizados pela Gilead têm chamado atenção em meio à pandemia. O vírus oriundo em Wuhan, na China, já atingiu 15 milhões de pessoas em todo o mundo, matando quase 150 mil apenas no território norte-americano.

Tratamento e custo da medicação da Gilead

Segundo a farmacêutica, estudos apontam que o tratamento com a medicação Remdesivir pode reduzir em até 62% o risco de mortalidade de pacientes diagnosticados com o coronavírus. A informação foi divulgada no início deste mês.

Além disso, a utilização do remédio, segundo o estudo, indica uma melhor recuperação clínica dos infectados pelo coronavírus. A Gilead é um dos grandes laboratórios que correm para encontrar um medicamento eficiente, assim como a Regeneron e AbbVie.

Segundo o estudo, aproximadamente 75% dos pacientes tratados com a medicação se recuperaram na segunda semana, em relação a 59% dos infectados que receberam um tratamento padrão.

A pesquisa estabelece os termos comparativos entre os dois grupos estudados, os que utilizaram o Remdesivir, 312 pacientes, e os que não utilizam, 818 pacientes. O estudo, que está em sua 3ª fase, agregou pacientes da América do Norte, Ásia e Europa.

O tratamento com o Remdesivir, porém, tem um custo de US$ 2,34 mil (cerca de R$ 12,18 mil) para os governos que têm interesse. O preço inclui o tratamento de 5 dias com o medicamento.

Veja também: Coronavírus: Gilead e AstraZeneca estudam fusão, diz agência

O descontentamento público em relação ao preço do medicamento também nos Estados Unidos colocou as empresas farmacêuticas sob intenso escrutínio. Apesar das críticas, a Gilead disse que havia posto o preço “bem abaixo” do que considerava ser o valor dos benefícios que o Remdesivir oferece.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião