General Motors propõe extensão de layoff e PDV em planta de SJC

General Motors propõe extensão de layoff e PDV em planta de SJC
A General Motors apresentou uma proposta de extensão de layoff e a abertura de programa de demissão voluntária

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos (SP) informou nesta quarta-feira (12) que a General Motors apresentou uma proposta de prorrogação de layoff e de abertura de um programa de demissão voluntária na unidade da montadora no município.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

Dessa forma, se todos os funcionários aceitarem a proposta da General Motors, o programa será aberto a funcionários de todos as aéreas. De acordo com o sindicato, entre os benefícios ofertados estão:

  • salários adicionais;
  • extensão do convênio médico;
  • um automóvel da marca.

Segundo a entidade, a fabricante norte-americana comunicou que pretende fazer a “adequação de suas plantas”.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Ao mesmo tempo, a companhia objetiva estender o período de suspensão de contratos de trabalho, que terminaria no dia 12 de setembro, por mais dois meses. Os empregados teriam direito a totalidade do salário líquido, de R$ 1.813 desembolsados pelo governo e o restante pela própria GM.

General Motors toma medidas semelhantes em outras plantas

A companhia também informou nesta quarta-feira que decidiu estender o layoff de trabalhadores já afastados por meio dessa medida nas fábricas de veículos de Gravataí (RS) e São Caetano do Sul (SP) e na de motores em Joinville (SC). Além disso, a empresa comunicou que abriu um PDV na área de manufatura em São Caetano do Sul.

De acordo com a montadora, as medidas adotadas até o momento tem como objetivo enfrentar a pandemia do novo coronavírus e garantir a sobrevivência de seus negócios.

“A empresa vem utilizando mecanismos como redução de custos, postergação de investimentos, banco de horas, férias coletivas, redução de jornada com redução salarial e layoff. As especificidades de cada operação da GM no Brasil estão sendo tratadas com os respectivos sindicatos”, ressaltou a General Motors, em nota.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião