Funcionários e Ford chegam a acordo para fechamento de fábrica no ABC

Funcionários e Ford chegam a acordo para fechamento de fábrica no ABC
Caoa só vai investir na fábrica da Ford em SP se incertezas sobre economia diminuírem. (divulgação)

Funcionários da Ford em São Bernardo do Campo aprovaram um acordo com a montadora para serem compensados pelo fechamento da unidade.

Acordo entre os funcionários e a Ford foi realizado nesta terça-feira (30). No entanto, ele contempla três pontos:

  • Demissão incentivada;
  • Programa de requalificação profissional;
  • Apoio Psicológico aos trabalhadores.

Além disso, foi pautado uma possível antecipação das atividades de manufatura, mas isso terá de ser negociado com o potencial comprador da planta.

O acordo foi negociado entre a Ford e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

Fim das atividades da Ford

Até o momento, o fechamento da fábrica está previsto para o fim deste ano. No entanto, caso haja uma negociação positiva com um possível comprador, o vínculo dos funcionários deverá acabar antes.

A Ford havia anunciado em fevereiro deste ano a intenção de fechar sua fábrica de caminhões em São Bernardo do Campo, por conta da saída mundial do setor. O anúncio teve forte impacto e o governador de São Paulo, João Doria pediu que a Ford voltasse a negocia a venda da unidade.

Potencial comprador

As negociações entre o distribuidor Grupo Caoa e a Ford Motor Company continuam, após dois meses desde o anúncio do fechamento da fábrica em São Bernardo do Campo da montadora.

Os funcionários da fábrica da empresa entraram em greve após o anúncio do fechamento, até 2 de abril. Agora ativa, a unidade de São Bernardo do Campo continuará produzindo até novembro de 2019.

Caoa quer produzir

Conforme o “Estado de S. Paulo”, o grupo Caoa tem a pretensão de produzir, em São Bernardo do Campo, caminhões leves da norte-americana e caminhões pesados da linha Xcient, da sul-coreana Hyundai.

A apuração do jornal revelou que o produto mais cotado para ser o primeiro a ser produzido é o cavalo mecânico P440, da sul-coreana.

Saiba mais: Ford ainda não fechou acordo com Caoa; conheça o possível comprador

O Grupo Caoa é o distribuidor das marcas Ford, Subaru, Hyundai e da chinesa Chery no Brasil, e já possui duas fábricas próprias em:

  • Anápolis (GO): montagem de modelos da Hyundai e da Chery.
  • Jacareí (SP): a fábrica é conjunta com a Chery, após aquisição de 50,7% das operações da chinesa.

Atualmente, a fábrica de São Bernardo do Campo é responsável pela fabricação de:

  • Caminhões Cargo;
  • Linhas F-350 e F-4000;
  • Fiesta.

O que trava o negócio?

De acordo com a “Exame”, o mercado automotivo tem dúvidas sobre o fechamento de negócio entre a Ford e a Caoa, pois:

  1. A Caoa já possui duas fábricas.
  2. A Ford decidiu deixar o mercado de caminhões pelos prejuízos que o setor apresentou na América Latina.
  3. Os motores atuais dos caminhões Ford expiram em 2022. Os motores novos devem chegar em 2023. Assim, a Caoa teria apenas dois ou três anos para vender os atuais modelos Ford.
Tags
Renan Bandeira

Compartilhe sua opinião