Internacional

França e UE estão dispostas a retaliarem os Estados Unidos

0

A França e a União Europeia qualificaram a ameaça do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como inaceitável e afirmaram que estão dispostas a retaliarem.

O governo dos EUA ameaçou na última segunda-feira (2) aplicar tarifas de até 100% sobre US$ 2,4 bilhões movimentados por produtos da França em retaliação a uma taxa de serviços digitais cobrada por Paris que a Casa Branca considerar discriminatória para as empresas norte-americanas.

Além disso, Trump disse, nesta terça-feira (3), antes de uma cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), que as coisas podem ficar bastante difíceis com a União Europeia a menos que o bloco melhore o comércio e a Otan.

“A União Europeia (está) ameaçando os Estados Unidos de forma muito, muito injusto no comércio”, disse Trump.

Confira Também: EUA retomará tarifas sobre aço e alumínio de Brasil e Argentina

“O déficit por muitos anos tem sido astronômico, com os EUA e a Europa a favor deles. Estou mudando isso e estou mudando muito rápido. Não é correto que se tome vantagem com a Otan e também que se tome vantagem com o comércio, e é isso que acontece. Não podemos deixar isso acontecer”, completou o presidente.

Em resposta, o ministro de Finanças da França disse que “em caso de novas sanções norte-americanas, a União Europeia estará pronta para retaliar”.

Trump ameça sobretaxar produtos da França

Dentre os produtos europeus que deverão ser taxados estão vinhos espumantes e queijos esses e outros serão afetados a partir de meados de janeiro.

A decisão do governo dos EUA veio após o relatório do Representante de Comércio dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, apontar que o imposto francês pune empresas americanas como Google, Apple, Facebook e Amazon.

“Os EUA agirão contra tarifas digitais que discriminam ou impõem encargos indevidos às empresas norte-americanas”, afirmou Lighthizer através de um comunicado.

A taxa francesa de serviços digitais, conhecida como “Gafa” (Google, Apple, Facebook e Amazon), foi promulgada este ano e impõe um imposto de cerca de 3% sobre o faturamento de empresas de tecnologia na França, que geralmente vem de publicidade online e venda de dados para fins publicitários.

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.