Internacional

França está pronta para acionar OMC contra tarifas norte-americanas, diz ministro

0

Segundo o Ministro das Finanças da França, Bruno Le Maire, o governo francês está pronto para levar a ameaça norte-americana à Organização Mundial do Comércio (OMC).

Segundo o ministro, o intuito é retaliar o plano dos Estados Unidos em impor tarifas de 100% sobre produtos franceses. O presidente estadunidense Donald Trump argumenta que o imposto digital instituído pela França prejudica as gigantes de tecnologia norte-americanas.

“Estamos prontos para levar o caso à corte internacional, principalmente à OMC“, afirmou Le Maire à rede de televisão francesa France 3, salientando que a ameaça tarifária de Trump é “inutilmente agressiva”.

Confira: Semana Internacional: Trump, Argentina e Google

Le Maire comentou que as sanções propostas pelos norte-americanos não têm base legal e argumentou contra a alegação de que o imposto pela Internet é “discriminatório” contra empresas dos EUA.

Trump ameçou sobretaxar produtos da França

O confronto entre duas das maiores potências econômicas acontece em decorrência do imposto digital aprovado em julho em território francês, que aplica uma taxa de 3% sobre a receita auferida naquele país pelas empresas de tecnologia de determinados segmentos de atividades digitais.

Além disso, dentre os produtos europeus que deverão ser taxados estão vinhos espumantes e queijos esses e outros serão afetados a partir de meados de janeiro do ano que vem.

A decisão do governo dos EUA veio após o relatório do Representante de Comércio dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, apontar que o imposto francês pune empresas americanas como Google, Apple, Facebook e Amazon.

“Os EUA agirão contra tarifas digitais que discriminam ou impõem encargos indevidos às empresas norte-americanas”, afirmou Lighthizer através de um comunicado.

Saiba mais: Acordo com China sobre guerra comercial está próximo, diz Casa Branca

A taxa francesa de serviços digitais, conhecida como “Gafa” (Google, Apple, Facebook e Amazon), foi promulgada este ano e impõe um imposto de cerca de 3% sobre o faturamento de empresas de tecnologia na França, que geralmente vem de publicidade online e venda de dados para fins publicitários.

Compartilhe a sua opinião

Jader Lazarini
Jader Lazarini escreve sobre mercado financeiro, política e economia para o portal de notícias da Suno Research. Anteriormente, trabalhou na Unidas. Estuda Relações Internacionais na Universidade Anhembi Morumbi.