Fortnite é banido das plataformas de Apple e Google

Fortnite é banido das plataformas de Apple e Google
A produtora do Fortnite e outras emopresas se uniram para fazer pressão em operadores de lojas de apps para que mudem algumas de suas regras de mercado.

A Apple (NASDAQ: AAPL) e o Google (NASDAQ: GOOG) baniram o Fortnite, um dos jogos mais populares do mundo, de suas plataformas de aplicativos em razão de uma disputa com a Epic Games, criadora do jogo.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

A retirada do Fortnite da App Store e do Google Play, do Android, representa uma escalada nas tensões entre plataformas e desenvolvedores de aplicativos, em um mercado global que gira US$ 120 bilhões (cerca de R$ 644,22 bilhões) anualmente.

O Fortnite foi banido de duas das suas maiores plataformas em que estava presente na última quinta-feira (13), após a Epic Games lançar uma nova forma de realizar transações dentro do jogo. Tradicionalmente, todas as compras realizadas dentro dos aplicativos são taxadas em 30% pelas plataformas.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

No entanto, e criadora do Fortnite desenvolveu uma forma de vender V-Bucks, a moeda interna do battle royale, diretamente aos usuários, com descontos de até 20% de forma permanente.

“Eles se beneficiariam de nosso ecossistema por uma década e aceitaram os termos de uso. Ficamos felizes que tenham construído um negócio de sucesso na App Store. Suas iniciativas, entretanto, não alteram as nossas, que visam manter a segurança para todos os usuários. De qualquer forma, queremos auxiliar na resolução desse conflito e trazer Fortnite novamente à nossa loja”, informou a Apple, após banir o jogo que possui mais de 350 milhões de jogadores em todo o mundo.

A desenvolvedora do jogo respondeu e disse que “milhares de aplicativos na App Store aprovados pela Apple aceitam pagamentos diretos, incluindo opções comumente usadas, como Amazon, Grubhub, Nike SNKRS, Best Buy, DoorDash, Fandango, McDonalds, Uber, Lyft e StubHub”.

Em campanha pública divulgada na última quinta-feira, a Epic Games provocou as gigantes da tecnologia, fazendo uma paródia com o comercial “1984”, utilizado pela Apple na década de 1980, utilizando a hashtag #FreeFortnite.

Em uma entrevista, o CEO da Epic, Tim Sweeney, disse que “todos nós devemos escolher travar uma batalha dolorosa agora ou aceitar um intermediário todo-poderoso com ambição ilimitada de extrair tributo e limitar a inovação nas próximas décadas”.

O sueco Spotify, aplicativo de músicas on-line e off-line, que entrou com uma ação antitruste contra a Apple na Europa em 2019, elogiou a Epic dizendo que “as práticas injustas da Apple prejudicaram os concorrentes e privaram os consumidores por muito tempo”.

Segundo a consultoria de pesquisas Sensor Tower Inc., desde que foi lançado na App Store, em 2018, o Fortnite já foi baixado 133,2 milhões de vezes em dispositivos da empresa. Em abril deste ano, o Google Play também passou a ofertar o jogo, registrando 11 milhões de instalações do game desde então.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião