Negócios

Forever 21 está se preparando para recuperação judicial, diz site

0

A rede de lojas Forever 21 está se preparando para pedir recuperação judicial. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (28) pela agência de notícias Bloomberg.

Conforme a agência, o intuito da Forever 21 é conseguir um financiamento DIP, que consiste em uma modalidade voltada para empresas em situação de recuperação judicial.

O plano inicial era organizar um financiamento das dívidas com investidores e conselheiros. No entanto, a medida não gerou os resultados esperados pela varejista.

Por meio do pedido, a empresa pretende abandonar lojas não rentáveis e recapitalizar os negócios, segundo fontes anonimas. Nenhum representante da empresa comentou o assunto.

Um dos co-fundadores da rede de lojas, Won Chang, ainda quer manter o controle acionário da empresa. Contudo, essa decisão limita as opções de captação de recursos da empresa.

Tentativa de evitar falência

Em junho, a varejista contratou alguns escritórios com especialização em processos de reestruturação para tentar melhorar a situação financeira da companhia.

Para auxiliar na renegociação do aluguel das lojas com os propriétarios, a empresa contratou o escritórios Latham & Watkins. Além disso, um outro foi contratado para reformular as operações da companhia.

Leia também: Amazon faz teste de qualificação de itens para diminuir disputa com varejistas

Os representantes dos escritórios não comentaram sobre a atuação com a rede de lojas.

Após a contratação, Won Chang afirmou querer evitar o pedido de recuperação judicial depois de ter usado um empréstimo para cobrir prejuízos, quando poderia ter comprado mercadorias.

Forever 21

A Forever 21 foi inaugurada em 1984, em Los Angeles, pelo empresário coreano Do Won Chang. No primeiro ano de faturamento, a companhia já lucrou US$ 700 mil.

Após a expansão por outros estados norte-americanos, a varejista foi levada para outros países. Atualmente, a Forever 21 possuí mais de 700 lojas em 47 nações. Entre elas, China, Colômbia, Costa Rica, França, Hong Kong, Índia, Israel, Japão, México, Filipinas e Inglaterra.

Entre as 700 unidades da empresa, 31 estão localizadas em território brasileiro.

Com o crescimento da companhia, Chang e sua esposa, Jin Sook, passaram a ocupar a posição 248º entre os casais mais ricos do mundo. Assim, estando em 90ª entre os mais ricos dos Estados Unidos.

Ao longo dos últimos anos, a companhia vem apresentando queda nas vendas e problemas de liquidez. O ápice da crise foi notado quando a Forever 21 vendeu sua sede em Los Angeles por US$ 166 milhões, em fevereiro deste ano.

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Almeida
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.