Internacional

FMI reduz previsão de crescimento do PIB da China para este ano

0

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziu sua previsão sobre o Produto Interno Bruto (PIB) da China neste ano. O recuo estipulado pelo FMI acontece devido a guerra comercial com os Estados Unidos.

De acordo com o FMI, o PIB da China deve crescer 6,2% neste ano e 6% no ano que vem. Comparando as últimas previsões, para 2019 o recuo é de 0,3 ponto percentual e para 2020 a retração é de 0,1 ponto percentual.

“O crescimento econômico da China se estabilizou no início de 2019 e deve alcançar um ritmo moderado” disse o FMI, que concluiu afirmando que “as incertezas sobre o comércio mundial permanecem elevadas, com um risco de queda”.

Guerra comercial

No último domingo (2), as tensões entre China e Estados Unidos aumentaram, depois que os chineses culparam os norte-americanos pelo fracasso das negociações em busca de um acordo comercial.

No entanto, o estopim da disputa aconteceu em 5 de maio deste ano, quando o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou que iria aumentar em 25% as tarifas sobre US$ 200 bilhões de produtos chineses importados.

Saiba mais: Guerra comercial: China afirma estar preparada para enfrentar os EUA

Em resposta, a China impôs no último sábado (1) tarifas sobre US$ 60 bilhões em produtos dos Estados Unidos.

Para o diretor adjunto do departamento Ásia-Pacífico do FMI, Kenneth Kang, “todos saem perdendo em uma guerra comercial. Se os intercâmbios comerciais estão ameaçados, caso sejam afetados, o crescimento sofrerá”.

Ele ainda afirma que o fundo estimula “todas as partes envolvidas a trabalhar juntas para conseguir uma solução duradoura”.

PIB pelo banco mundial

O Banco Mundial reduziu a previsão de crescimento do PIB global em 2019 para 2,6%. A última expectativa divulgada para o crescimento era de 2,9%. Assim, o dado foi divulgado no relatório “Perspectivas Econômicas Globais” na última terça-feira (4).

A redução da projeção do PIB global se dá principalmente pela desaceleração do comércio e da economia mundiais. Além disso, a indústria também apresentou resultado aquém do esperado para um bom crescimento.

Saiba mais: Banco Mundial reduz previsão do PIB global de 2,9% para 2,6%

Além disso, o Banco Mundial também sinalizou que o PIB da China crescerá 6,2% neste ano, uma retração em relação aos 6,6% de expansão de 2018.

Compartilhe a sua opinião

Renan Bandeira
Renan Bandeira escreve sobre política e economia para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou em uma rede de televisão, onde fazia reportagens sobre os mesmos temas. Estuda na Universidade Metodista de São Paulo.