Economia

Fluxo global de investimento estrangeiro cai 20% no 1º semestre

0

O fluxo global de investimento estrangeiro direto (IED) registrou queda de 20% no primeiro semestre deste ano ante o último semestre de 2018. Os dados foram divulgados, nesta segunda-feira (28), pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

De acordo com os dados publicados pela OCDE, o Brasil foi o quarto país a receber mais investimento estrangeiro direto entre janeiro e junho. No primeiro semestre, o fluxo de IED somou US$ 572 bilhões.

Os cinco países que mais receberam investimentos estrangeiros foram os Estados Unidos, a China, a França, o Brasil e a Índia, respectivamente. Por outro lado, o Japão, os EUA e a Alemanha foram os países que mais investiram.

Nos países desenvolvidos, a queda de IED foi de 43% no primeiro semestre de 2019, em comparação ao segundo semestre do ano passado.

As disputas comerciais entre Estados Unidos e China e a redução dos investimentos na Holanda e nos EUA contribuíram para a desaceleração do fluxo global. Os desinvestimentos na Bélgica e na Irlanda também favoreceram a diminuição.

Guerra comercial

Os efeitos da guerra comercial fizeram com que os investimentos da China para os Estados Unidos caíssem de US$ 16 bilhões, no segundo trimestre de 2016, para US$ 1,2 bilhão nos seis primeiros meses deste ano.

A redução ocorreu após diversas empresas chinesas venderem os ativos que possuíam nos EUA e investirem menos no país.

“Esses desenvolvimentos refletem, em parte, incertezas causadas pelas tensões comerciais e a futura relação econômica entre os dois países”, informou a organização por meio de um comunicado.

Investimento estrangeiro no Brasil

No Brasil, o fluxo de investimento estrangeiro foi de US$ 27 bilhões entre janeiro e julho deste ano. O montante é US$ 1 bilhão inferior ao registrado no segundo semestre de 2018.

Leia também: Queda no fluxo de IED reduz o número de aquisições chinesas no Brasil

Neste período, as empresas brasileiras investiram US$ 11 bilhões em companhias estrangeiras. No último semestre do ano passado, as companhias do Brasil realizaram desinvestimentos de US$ 1 bilhão no exterior.

Ademais, o estoque de investimento estrangeiro no País contabiliza US$ 586,7 bilhões. Por outro lado, o Brasil possui US$ 208,4 bilhões em IED em empresas estrangeiras.

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Oliveira
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.