Imóveis

Financiamentos imobiliários com recursos da poupança atingem R$ 5,7 bilhões

0

Conforme dados divulgados pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), os financiamentos imobiliários feito por meio da poupança atingiram R$5,77 bilhões em abril deste ano.

Esse valor é equivalente a uma alta de 2,2% em comparação com o mês anterior. Portanto, esse número de financiamentos imobiliários representa crescimento de 40,3% em relação ao mesmo período em 2018.

No primeiro quadrimestre de 2019, na compra e construção de imóveis com o recurso da poupança, houve aumento de 39,7%. Esse valor é correspondente a uma aplicação de R$ 21,4 bilhões.

Os empréstimos para a compra e construção de imóveis com o recurso da poupança cresceu cerca de 40%. Os empréstimos somaram um total de R$ 63,5 bilhões. A comparação é feita no acumulado de 12 meses, de maio de 2018 a abril de 2019, com os 12 meses anteriores.

Financiamentos Imobiliários

Já o financiamento, nas modalidade de aquisição e construção, tiveram recuo de 10,6% em relação ao mês anterior. No entanto, superior em 27,8% ao comparar com abril de 2018. Ao todo, foram 21,1 mil imóveis financiados.

Saiba Mais: Lançamentos de imóveis recuam 62,5% em relação ao último trimestre

Os recursos da poupança proporcionaram, nos primeiros quatro meses deste ano, a compra e a construção de 83,9 mil imóveis. Em comparação com o ano anterior, uma alta de 38,2%.

  • 1° quadrimestre de 2017: 52,60 mil;
  • 1° quadrimestre de 2018: 60,72 mil.

De maio do ano anterior a abril deste ano foram financiadas a aquisição e a construção de 251,6 mil imóveis. Esse valor representa aumento de 36,9%, em comparação de mesmo período.

Confira outros resultados:

  • maio/14 a abril/14 : 524,87 mil;
  • maio/15 a abril/16: 249,63 mil;
  • maio/16 a abril/17: 190,09 mil;
  • maio/17 a abril/18: 183,74 mil;
  • maio/18 a abril/19: 251,59 mil.

Preço de imóveis residenciais tem crescimento

De acordo com o IGMI-R Abecip, índice que avalia o mercado imobiliário, revelou que em março deste ano, o crescimento foi 0,21%. Esse valor é correspondente ao crescimento em um ano de 0,82%.

Confira o crescimento nas oito capitais:

  1. Curitiba: 0,72%;
  2. São Paulo: 0,38%;
  3. Salvador: 0,36%;
  4. Brasília: 0,30%;
  5. Belo Horizonte: 0,29%;
  6. Recife: 0,28%;
  7. Goiânia: 0,27%;
  8. Fortaleza: 0,16%;

No entanto, o Rio de Janeiro apresentou um recuo de -0,32%. Já em Porto Alegre, a variação dos 12 meses ficou praticamente estável, -0,05%.

Crédito imobiliário

Das instituições financeiras que fornecem o crédito para os financiamentos imobiliários, a Caixa Econômica lidera o ranking. Nos primeiros quatro meses deste ano, a Caixa acumulou R$ 5.901,3 milhões. Por conseguinte, se encontra o Bradesco com R$ 5.052,8 milhões e em terceiro lugar está o Itaú com R$ 4.547,2 milhões.

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.