Confira os FIIs que menos pagaram dividendos em julho

Confira os FIIs que menos pagaram dividendos em julho
Veja os FIIs que menos pagaram dividendos em setembro

Os Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs) foram introduzidos no Brasil em 1993. Esses são fundos de investimentos fechados e sem resgate possível, porém os investidores podem vender suas cotas com o objetivo de investir em ativos imobiliários.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

Alguns especialistas do mercado financeiro até consideram esse tipo de investimento menos arriscado do que outros, visto que os FIIs costumam ter uma remuneração recorrente e geralmente paga proventos mensais.

Frente a isso, o SUNO Notícias organizou a lista dos 5 Fundos de Investimentos Imobiliários que menos pagaram dividendos em julho.

Suno One: o primeiro passo para alcançar a sua independência financeira. Acesse agora, é gratuito!

FIIs que menos pagaram rendimentos em julho

Confira os cinco fundos imobiliários que menos pagaram dividendos no mês passado.

1° XPML11

Em primeiro lugar na lista está o XPML11, sendo o fundo que menos pagou dividendos em julho.

Com um dividend yield’ (DY) de 0,411%, pagou R$ 0,415 por cota para os cotistas com posse dos papéis no dia 24/7. Atualmente o FII XP Malls conta com 209444 cotistas.

Vale lembrar que o fundo do tipo tijolo com foco em propriedades de shoppings não pagou rendimentos em abril desse ano, devido ás turbulências causadas no setor pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Além disso, o fundo foi constituído em setembro de 2017 e é administrado pelo BTG Pactual Serviços Financeiros DTVM e possui sua gestão feita pelo XP Vista Asset Management, de acordo com o ‘Funds explorer’.

2° HGLG11

Enquanto em junho, o segundo lugar do pódio ficava com o FII General Shopping Ativo e Renda (FIGS11), no mês passado foi a vez do HGLG11.

O Fundo Imobiliário CSHG Logística, pagou R$ 0,78 em proventos por cota aos seus 193871 cotistas em julho desse ano, ao passo que seu DY foi de 0,41%.

O fundo constituído em março de 2010, é administrado pela Credit Suisse Hedging Griffo Corretora de Valores. Além disso, sua taxa de administração é de 0,6% ao ano contado sobre o valor de mercado de negociação em bolsa do fundo.

3° SDIL11

O SDI Rio Bravo Renda Logística, é um Fundo Imobiliário do tipo tijolo cujas cotas são negociadas na B3 sob o ticker SDIL11.

Constituído sob forma de condomínio fechado, pagou R$ 0,44 aos seu cotistas com cotas no dia 15/7. Com um DY de 0,403%, conta com 37321 cotistas.

O fundo administrado pelo Rio Bravo Investimentos, tem a taxa de administração em 0,84% ao ano sobre o valor de mercado do fundo com mínimo de R$ 80 mil mensais corrigidos pelo IGPM, segundo informações do ‘Funds Explorer’.

4° BCIA11

O FII Bradesco Carteira Imobiliária Ativa ficou em 4° lugar na lista, já que apresentou um DY de 0,392%, e pagou R$ 0,75 por cota em julho.

Com as cotas negociadas na B3 sob o ticker BCIA11, o fundo do tipo Anbima conta com 6242 cotistas atualmente.

Além disso foi constituído em setembro de 2014 sob a forma de condomínio fechado. Esse fundo é administrado pelo Banco Bradesco.

5° KNRI11

Dessa vez, o último lugar ficou reservado para o KNRI11. Com um DY de 0,384%, pagou R$ 0,65 em proventos aos cotistas com papeis no dia 14/7.

O Fundo Imobiliário Kinea Renda Imobiliária é do tipo tijolo e conta com 201582 cotistas.

Além disso, foi constituído em julho de 2010 sob a forma de condomínio fechado. É administrado pela Intrag DTVM e tem suas cotas negociadas na B3.

Por fim, o SUNO Notícias ressalta que essa lista de FIIs não representa indicação de compra ou venda.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião