Economia

Exportações de frango do Brasil crescem devido a peste suína na China

0

O Brasil é o maior exportador de frango no mundo, com a gripe suína africana na China, as exportações elevaram-se em 14,4%, comparado com o mesmo período em 2018.

Conforme a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em maio deste ano foi registrado 381,1 mil toneladas de exportações de frango. No ano anterior foram 333,2 mil toneladas embarcadas.

“A China se isolou como principal destino dos embarques brasileiros. O efeito gerado no mercado pela crise sanitária no país asiático impulsionou as importações, o que gerou efeitos, também na rentabilidade do mercado, com elevação de preços médios”, disse o presidente da ABPA, Francisco Turra.

Exportações

Além do país oriental, a venda para os Emirados Árabes Unidos registraram uma alta de 49%, em comparação com o mesmo período no ano anterior. Esse valor é equivalente 30,7 mil toneladas.

Outro destaque é a União Europeia que registrou aumento de 26% nas importações da carne de frango. Ao todo, foram 26,2 mil toneladas em maio.

Confira as principais exportações de frango do Brasil ,de janeiro a maio, em volume:

  1. China;
  2. Arábia Saúdita;
  3. Japão;
  4. Emirados Arábes;
  5. Africa do Sul;
  6. União Europeia;
  7. Hong Kong;
  8. Coveite;
  9. Iemen;
  10. Coreia do Sul.

Conforme o diretor- executivo da ABPA, Ricardo Santin, “a disrupção no mercado gerado pela China ocorre em um momento em que outros importadores relevantes incrementaram sua compras. É há, também, as boas notícias vindas do México, para onde os embarque deverão ganhar novo impulso com a publicação de cotas adicionais de importação”.

Confira as principais exportações de frango, de janeiro a maio, em receita:

  1. China;
  2. Arabia Saudita;
  3. Japão;
  4. União Europeia;
  5. Emirados Arabes;
  6. Hong Kong;
  7. Coreia do Sul;
  8. Africa do Sul;
  9. Coveite;
  10. Cingapura.

Peste suína africana

Conforme o último relatório do banco especializado na cadeia do agronegócio, Rabobank, estima que devido a peste suína a produção de carnes chinesas será afetada entre 25% a 35%.

Saiba Mais :China isenta empresas do Brasil de taxas antidumping sobre frango

A doença já afetou de 150 milhões a 200 milhões de animais, uma perda de mais de 30% do mercado chinês. Com isso, a China teve participação de 14,7% nas exportações de frango do Brasil.

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.