Internacional

EUA retiram Brasil da relação de países em desenvolvimento

0

O governo dos EUA, por meio do Departamento de Comércio, informou, na última segunda-feira (10), que alterou a forma de classificação para um país em desenvolvimento. Dessa forma, Brasil, China, Índia e África do Sul, entre outros cerca de 20 países, foram retirados, o que pode cortar alguns benefícios comerciais concedidos até então.

Sendo assim, os países que saíram da lista podem ser punidos em caso de exportações consideradas subsidiadas pelo governo dos EUA, perdem acesso a mercados e a prazos mais longos para negociações. As informações foram divulgadas por Robert Lighthizer, representante do Departamento de Comércio.

Em comunicado, o governo do presidente Donald Trump informa que a decisão leva em conta “fatores econômicos, comerciais e outros, como o nível de desenvolvimento de um país e a participação de um país no comércio mundial”. O governo disse que foi preciso a decisão de mudar a metodologia porque o procedimento anterior, criado em 1998, “está obsoleto”.

Ademais, o departamento salientou que a decisão foi motivada por solicitações de adesão à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Confira: Crise na Boeing afeta crescimento do PIB dos EUA, diz secretário

Ainda em nota, o governo norte-americano reforçou que, como base para mudar o status das nações, não levou em consideração indicadores como:

  • Desenvolvimento social
  • Taxas de mortalidade infantil
  • Analfabetismo
  • Expectativa de vida ao nascer

Bolsonaro não comenta sobre a medida dos EUA

Na manhã desta terça-feira (11), o presidente Jair Bolsonaro elogiou Trump após a medida tomada pelo governo norte-americano.

Em contato com apoiadores na entrada do Palácio da Alvorada, Bolsonaro conversou com um brasileiro que se apresentou dizendo que mora nos Estados Unidos e que estava acompanhando a esposa, que é estadunidense.

Trump diminuiu o desemprego, melhorou a economia, atendeu aos latinos que já estão lá. Será que quando tem notícia boa a imprensa não vende”, disse o presidente.

Saiba mais: Copom indica “interrupção” de cortes da taxa Selic

Quando questionado por um repórter sobre a saída do Brasil da relação dos países em desenvolvimento, de acordo com o método norte-americano, Bolsonaro não respondeu à indagação.

Em março do ano passado, em viagem aos EUA, Bolsonaro reiterou a solicitação da entrada do Brasil na OCDE. Trump, no entanto, afirmou que o País teria que “abrir mão” do tratamento preferencial na OMC.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Jader Lazarini
Jader Lazarini escreve sobre mercado financeiro, política e economia para o portal de notícias da Suno Research. Anteriormente, trabalhou na Unidas. Estuda Relações Internacionais na Universidade Anhembi Morumbi.