EUA registram 860 mil pedidos de seguro-desemprego

EUA registram 860 mil pedidos de seguro-desemprego
A previsão dos analistas consultados pela "Reuters" apontava para 850 mil solicitações de seguro-desemprego dos EUA.

O número de solicitações do seguro-desemprego nos EUA foi de 860 mil na semana encerrada em 12 de setembro. Os dados foram divulgados pelo Departamento do Trabalho americano nesta quinta-feira (17).

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

O total de pedidos de seguro-desemprego dos EUA apresentou uma desaceleração em comparação com o número registrado nas semanas anteriores, mas ainda assim permaneceu em níveis extremamente altos. A previsão dos analistas consultados pela “Reuters” apontava para 850 mil solicitações.

Os pedidos da semana anterior foram de 893 mil. As solicitações feitas durante a crise da pandemia do novo coronavírus (covid-19) já superaram todos os ganho de emprego desde a crise financeira de 2008. O recorde de pedido de 6,867 milhões foi atingido no final de março.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro para trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

EUA: déficit anual vai para US$ 3 tri, ante US$ 1 tri do ano passado

O Dow Jones Newswires divulgou na última sexta-feira (11) que o déficit anual dos EUA foi de US$ 3 trilhões (aproximadamente R$ 16 trilhões), o que significa que seus valores foram quase triplicados nos primeiros 11 meses do ano fiscal, sendo que no mesmo período do ano passado a quantia foi de US$ 1 trilhão (aproximadamente R$ 5 trilhões).

O total da dívida detida pelo público era de US$ 17,4 trilhões no início de março dese ano, representando um aumento para o valor de US$ 20,8 trilhões até a última quarta-feira (9).

As taxas de juros tem se mantido perto das mínimas históricas neste ano em função da demanda pela segurança dos Títulos do Tesouro dos Estados Unidos (Treasuries). Os custos líquidos com juros sofreram uma redução de 10% entre os meses de agosto e outubro, declarou o Tesouro americano. “Isso ocorre apesar de um aumento significativo no nível da dívida em circulação”, concluiu.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião