Negócios

Equinor registra prejuízo de US$ 1,1 bilhão no 3º trimestre

0

A petrolífera norueguesa Equinor registrou prejuízo de US$ 1,11 bilhão (cerca de R$ 4,4 bi) no terceiro trimestre deste ano. O balanço de resultados da empresa foi divulgado nesta quinta-feira (24).

No mesmo período do ano passado, a Equinor obteve lucro líquido de US$ 1,67 bilhão. Em contrapartida, os analistas da FactSet previam um resultado positivo de US$ 1,06 bilhão para o período entre julho e setembro de 2019.

A receita da companhia de petróleo apresentou baixa de 23% na comparação anual. O valor foi de US$ 14,7 bilhões no terceiro trimestre deste ano. Mesmo com o resultado positivo, os analistas esperavam uma receita de US$ 16,04 bilhões.

A redução dos preços e do volume de produção foram apontados como os principais fatores para a queda dos resultados. A queda também foi impulsionada por danos que aconteceram em uma plataforma de petróleo nas Bahamas.

“Mantemos uma forte disciplina de custo e capital, mas nossos resultados foram impactados por preços mais baixos de commodities no trimestre, além disso, decidimos usar nossa flexibilidade para adiar a produção de gás para períodos com preços mais altos esperados”, disse o CEO da companhia, Eldar Sætre.

O presidente da companhia ressaltou que a introdução de programa de recompra de ações com duração de três anos influenciou os resultados.

“Para um crescimento lucrativo no trimestre manifestamos nosso compromisso com a distribuição de capital e estamos executando a primeira parcela de um programa de recompra de ações de US$ 5 bilhões”, disse Sætre.

Equinor quer explorar gás natural no Brasil

A presidente da petrolífera no Brasil, Margareth Øvrum, declarou na última terça-feira (22) que a a companhia está buscando locais no litoral do País para novas instalações de gás natural.

Saiba mais: Equinor pretende explorar gás natural no Brasil, diz presidente

O desenvolvimento da infraestrutura para a exploração faz parte do plano de ampliar a produção de gás natural no País. “Estamos avaliando diferentes oportunidades para levar o gás à costa”, disse a presidente.

Øvrum declarou que área de produção denominada “Pão de Açúcar” começará a ser explorada pela Equinor no próximo ano. A região será o primeiro grande campo operado por uma companhia estrangeira direcionado ao gás natural a funcionar no Brasil.

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Oliveira
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.