Engie investirá 750 milhões de euros em projeto no Brasil

Engie investirá 750 milhões de euros em projeto no Brasil
Engie (EGIE3) acerta financiamento de R$ 2,5 bi com BNDES

A Engie (EGIE3) comunicou nesta quinta-feira (23) que venceu uma licitação que dá à empresa o direito de explorar uma rede de transporte de energia elétrica no Brasil. O valor do investimento no projeto deve ser de 750 milhões de euros.

Este projeto liderado pela Engie “inclui a construção, exploração e manutenção de uma rede de transporte de eletricidade de 1.800 km, de uma nova subestação e da extensão de outras três subestações no norte do Brasil”, informou a empresa.

As construções das instalações devem começar a acontecer no ano que vem. Vale destacar que esta concessão de 30 anos é a segunda aposta da Engie no Brasil. Há cerca de 3 anos, a empresa venceu uma licitação, ao Sul do Brasil, para construir redes de transporte e novas subestações. O valor do negócio na época foi de 440 milhões de euros.

Veja também: Banco do Brasil é a 9ª empresa mais sustentável do mundo, diz pesquisa

“Aceleramos a aplicação da nossa estratégia na América Latina, onde existe uma grane necessidade de infraestruturas para responder a crescente demanda de energia”, disse a diretora-geral da Engie, Isabelle Kocher, no comunicado da companhia.

Distribuição de dividendos da Engie

A Engie Brasil anunciou, na última semana, que irá distribuir R$ 893,399 milhões em dividendos no dia 29 de janeiro deste ano. De acordo com a empresa, o valor equivale a R$ 1,0949497919 por ação.

O pagamento tem como base as demonstrações financeiras que foram levantadas no dia 30 de junho de 2019. Terão direito os investidores com dados cadastrais existentes no Itaú Unibanco (ITUB4) em 2 de dezembro do ano passado.

Aquisição de hidrelétrica da Copel

Na última semana, a Engie informou que estava estudando a possibilidade de adquirir a hidrelétrica Foz do Areia, da empresa Copel. A Foz do Areia, localizada no Paraná, é a maior usina do parque gerador da Copel.

“Foz do Areia tem essa possibilidade de antecipação [da renovação da concessão]. Vamos olhar. Temos todo o interesse”, disse o diretor-presidente da Engie Brasil, Eduardo Sattamini, em entrevista ao jornal “Valor Econômico”.

Tags
Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião