Engie (EGIE3) acerta financiamento de R$ 2,51 bi com BNDES

Engie (EGIE3) acerta financiamento de R$ 2,51 bi com BNDES
Engie (EGIE3) acerta financiamento de R$ 2,5 bi com BNDES

A Engie (EGIE3) informou na última segunda-feira (15) que acertou a contratação de um financiamento de R$ 2,51 bilhões com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Segundo a geradora de energia, o financiamento será usado para implementar o ‘Projeto Novo Estado’, bem como um sistema de transmissão associado.

A Engie declarou em comunicado que “se responsabilizará, solidariamente com a Novo Estado pelo cumprimento das obrigações assumidas por esta no âmbito do financiamento a ser contratado com o BNDES… Garantia esta que vigorará até a final liquidação do Contrato de Financiamento… ou até o cumprimento pela Novo Estado das condições que atestem a conclusão física e financeira do Projeto Novo Estado”.

No comunicado a companhia destacou que deverá prestar fiança corporativa para o Banco em relação ao Contrato de Financiamento que será acertado entre a Novo Estado e o BNDES.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Como garantidora, a companhia também pode empenhar em benefício do BNDES as ações emitidas pela Novo Estado, em titularidade da Engie, assim como as ações representativas do capital social da Novo Estado.

Engie fecha compra da Novo Estado

A Engie Brasil anunciou, por meio de um fato relevante divulgado em meados de março, que fechou a aquisição da Sterlite Novo Estado Energia. A compra, que foi realizada por meio da Engie Transmissão, custará à companhia R$ 410 milhões, sendo que R$ 360 milhões foram pagos na última última terça-feira.

Saiba mais: Engie (EGIE3) investirá R$ 3 bilhões em projeto no Pará e Tocantins

Em dezembro de 2017, a Novo Estado foi a vencedora do Lote 3 do Leilão de Transmissão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Com isso, a empresa teve a concessão para construção, operação e manutenção de cerca de 1,8 mil quilômetros de linhas de transmissão nos estados do Pará e Tocantins.

Segundo a Engie, o pagamento dos R$ 50 milhões restantes estão sujeitos ao cumprimento de determinadas condições.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião