Negócios

EDP Brasil reporta lucro líquido de R$ 353,9 milhões no 3T2019

0

A EDP Brasil (ENBR3) registrou um lucro líquido 15,3% maior no 3º trimestre de 2019, frente ao igual período do ano anterior. Foi divulgado o ganho de R$ 353,97 milhões, frente a R$ 306,94 milhões do 3T2018.

A Dívida Líquida da EDP Brasil, na mesma comparação anualizada, cresceu 20,6%, saindo de R$ 4,39 bilhões para R$ 5,3 bilhões.

A receita líquida retraiu 9,58%, chegando a R$ 3,439 bilhões. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu R$ 778,8 milhões, aumentando 14,6%.

Revisão tarifária da EDP Brasil

De acordo com Miguel Setas, presidente da companhia, o resultado teve o impacto da revisão tarifária das distribuidoras do grupo. Houve aumento na remuneração de ativos, tanto no processo distributivo do Espírito Santos, como na concessionária de São Paulo.

Em termos práticos, a base diz respeito a investimentos realizados pelas distribuidoras na prestação dos serviços que serão cobertos pela tarifa.

No Espírito Santo, a revisão tarifária resultou em um aumento de 28,1% da base de remuneração líquida na distribuidora, fazendo com que a tarifa média para o consumidor fosse 4,84% menor. No caso de São Paulo, a queda de 5,33% na tarifa refletiu o aumento de 45,3% na base de remuneração líquida.

Veja também: CSN registra prejuízo líquido de R$ 871 mi no 3T19

As revisões tarifárias da EDP do Espírito Santo, em agosto, e da EDP de São Paulo, nesta semana, aprovadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decorreram em um efeito contábil de R$ 228 milhões com geração de valor à concessão das distribuidoras. Por mais que a data da revisão tenha ocorrido fora do período do intervalo de julho-setembro, a companhia reviu indicadores contábeis, influenciado o balanço.

“Esses R$ 228 milhões da distribuição trouxeram de fato um grande impacto para o nosso Ebitda e impacto ao nosso lucro líquido. É resultado de investimentos em distribuição, de uma gestão de ativos muito rigorosa e dessa agregação de valor que nós conseguimos fazer na base de ativos”, disse o presidente da EDP Brasil.

Compartilhe a sua opinião

Jader Lazarini
Jader Lazarini escreve sobre mercado financeiro, política e economia para o portal de notícias da Suno Research. Anteriormente, trabalhou na Unidas. Estuda Relações Internacionais na Universidade Anhembi Morumbi.