Dona do TikTok planeja abrir sede internacional fora dos EUA

Dona do TikTok planeja abrir sede internacional fora dos EUA
A ByteDance, proprietária do TikTok, planeja reitrar sua sede dos EUA após polêmica com governo de Donald Trump

A companhia chinesa ByteDance, proprietária do TikTok, está planejando mudar sua sede do aplicativo para fora dos Estados Unidos, após o governo do presidente Donald Trump declarar sua intenção de proibir a operação da empresa no país, segundo informações divulgadas pela imprensa da China nesta terça-feira (4).

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

“Estamos explorando a possibilidade de estabelecer uma sede para o TikTok fora dos Estados Unidos”, afirmou o porta-voz da controladora do TikTok, citado pela emissora estatal chinesa “CGTN”.

Ao mesmo tempo, outro representante da empresa informou que a ByteDance “está comprometida em ser uma empresa global”, se referindo a polêmica que se estende com Washington.

Suno One: o primeiro passo para alcançar a sua independência financeira. Acesse agora, é gratuito!

Nesse sentido, a imprensa britânica tem especulado nos últimos dias que a capital Londres poderia ser a cidade escolhida para o novo escritório. A companhia chinesa, todavia, ainda não confirmou a escolha publicamente.

Trump dá até setembro para venda de operações do TikTok

O presidente dos Estados Unidos deu até o dia 15 de setembro para as operações da rede social chinesa passar para mãos norte-americanas, citando questões de segurança nacional, caso contrário o TikTok enfrentaria a proibição de operar no país.

Com isso, a Microsoft informou que está preparada para dar andamento às negociações. “A Microsoft se moverá rapidamente para prosseguir as discussões com a controladora da TikTok, ByteDance, em questão de semanas e em qualquer caso, concluir essas discussões até 15 de setembro de 2020. Durante esse processo, a Microsoft espera continuar o diálogo com o Governo dos Estados Unidos, inclusive com o presidente”, informou a empresa.

O fundador e CEO da ByteDance, Zhang Yiming, entretanto, deixou bem claro que não compactua com a decisão do governo americano. Dessa forma, o executivo argumentou que “eles sempre se comprometeram em proteger os dados do usuário e manter a neutralidade e a transparência do TikTok“.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião