Mercado

Dólar em queda com PIB do Brasil e cenário externo no radar

0

O dólar inicia nesta terça-feira (3) em queda com PIB brasileiro e cenário externo no radar.

Por volta das 9h30, o dólar variava negativamente a 0,33% sendo negociado a R$ 4,1993. O mercado está reagindo positivamente aos dados de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil.

Além disso, segue no radar dos investidores, o acordo comercial entre as duas maiores potencias mundial que não há data específica, e as ameaças de Trump sobretaxando o aço do Brasil e da Argentina e o vinho da França.

Acordo comercial

O presidente norte-americano, Donald Trump, em um evento da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em Londres, afirmou que não existe um prazo para o acordo com a China na guerra comercial.

Confira Também: China acusa EUA de interferência em assuntos internos

Além disso, Trump disse que talvez seja melhor aguardar até depois das próximas eleições presidenciais, em novembro de 2020. “Não tenho prazo, não. De certa forma, acho que é melhor esperar até depois da eleição com a China”, relatou o mandatário a repórteres em Londres.

“Estamos indo bem no acordo comercial com a China, se eu quiser fazê-lo”, salientou.

PIB brasileiro

O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 0,6% no terceiro trimestre ante ao segundo trimestre deste ano, levando em consideração o ajuste sazonal. Em relação ao mesmo período de 2018, o crescimento foi de 1,2%. Os indicadores foram publicados nesta terça pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Saiba Mais: PIB cresce 0,6% em relação ao 2T19 e chega a R$ 1,84 trilhão

No acumulado de 12 meses registrados no final de setembro, o PIB registrou crescimento de 1,0%, frente aos quatro trimestres anteriores. Já no acumulado de 2019, o PIB aumentou 1,0%, em relação a igual período do ano passado.

Trump ameaça sobretaxar alumínio e aço

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que irá retomar as tarifas sobre aço e alumínio provenientes do Brasil e da Argentina. Isso porque os dois países tem desvalorizados suas moedas, segundo o presidente norte-americano. O pronunciamento de Trump foi feito por meio de uma rede social nesta segunda.

O Ministério de Relações Exteriores da Argentina irá iniciar negociações com o Departamento de Estado dos Estados Unidos por conta da afirmativa feita pelo presidente norte-americano, Donald Trump.

Trump ameaça França

O governo dos EUA ameaçou sobretaxar as importações de produtos da França em até 100% como represália à criação de um imposto contra multinacionais de tecnologia, que atinge as empresas americanas.

Confira Também: Agenda do Dia: Petrobras; Odebrecht; Banco do Brasil; AES; Vale

Além disso, o Washington colocou em alerta outras países que estudam implantar taas sobre a economia digital, como Itália, Áustria e Turquia.

Trump alerta União Europeia

O presidente norte-americano afirmou que as coisas podem ficar bastante difíceis com a União Europeia a menos que o bloco melhore o comércio e a Otan. “A União Europeia (está) ameaçando os Estados Unidos de forma muito, muito injusto no comércio”, disse Trump.

“O déficit pot muitos anos tem sido astronômico, com os EUA e a Europa a favor deles. Estou mudando isso e estou mudando muito rápido. Não é correto que se tome vantagem com a Otan e também que se tome vantagem com o comércio, e é isso que acontece. Não podemos deixar isso acontecer”, completou o presidente.

Última cotação do dólar

Na última sessão, segunda-feira (2), o dólar encerrou em queda de 0,627% cotado a R$ 4,2139.

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.