Mercado

Dólar abre em queda com a possibilidade de desaceleração norte-americana

0

O dólar, nesta sexta-feira (4), abriu em queda com as falas do Fed sobre a desaceleração dos EUA, guerra comercial e lei das teles aprovada.

Por volta das 9h20, o dólar registrava uma leve queda de -0,34% sendo negociado a R$ 4,0735. A valorização da moeda brasileira frente ao dólar é devido a dados negativos nos EUA.

Além disso, segue no radar dos investidores a divulgação da balança comercial estadunidense, que pode trazer os impactos da disputa comercial com a China.

Dados norte-americanos negativos

Além da expectativa de novas informações sobre o processo de impeachment, os mercados internacionais estão atentos à fala de Jerome Powell, presidente do Federal Reserva (Fed) na tarde desta sexta-feira (4).

A CNBC afirma que existe 90% de chance do Fed reduzir em mais 25 pontos base a taxa de juros básica dos EUA ainda neste mês, em decorrência das tensões econômicas com a China.

Além disso, será divulgado o relatório Payroll, relacionado aos dados do desemprego e do salário médio por hora. A expectativa é de que os dados sejam negativos para a moeda estadunidense.

Impacto da guerra comercial

Junto à divulgação do Payroll, serão divulgados os dados da balança comercial dos Estados Unidos. As informações poderão trazer um impacto sobre os mercados globais e sobre a moeda norte-americana, pois poderá demonstrar uma desaceleração da maior potência econômica do mundo, devido à guerra comercial.

Veja também: Real será a moeda emergente mais beneficiada por acordo na guerra comercial, diz jornal

Na última sexta-feira (27), a China demonstrou estar propensa a importar mais produtos de origem norte-americana.

De acordo com o assessor de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, o governo de Donald Trump demonstrou “boa vontade”. “Então, do lado chinês, estamos dispostos a comprar mais produtos dos EUA que são necessários ao mercado chinês”, disse Yi durante a Assembleia da ONU.

Além disso, o ministro informou que o acordo comercial entre as duas maiores economias do mundo avançará se “tomarem medidas mais entusiasmadas”.

Sanção da lei das teles

Na última quinta-feira (3), o presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou sem vetos o projeto de lei que cria um novo modelo de telecomunicações. Esse projeto altera o marco legal das comunicações no Brasil e visa fazer com que a agência reguladora modernize a legislação do setor.

Confira Também: Oi: como projetos de lei podem selar destino da operadora

O regime de autorização reduz custos com obrigações pois as companhias não têm preços tabelados e também não são obrigadas a manter serviços e ativos não lucrativos, o que pode trazer mais investimentos ao País.

O texto foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta.

Última cotação do dólar

Na última sessão, na última quinta (3), o dólar encerrou em queda de 1,08% sendo negociado a R$ 4,0894.

Compartilhe a sua opinião

Jader Lazarini
Jader Lazarini escreve sobre mercado financeiro, política e economia para o portal de notícias da Suno Research. Anteriormente, trabalhou na Unidas. Estuda Relações Internacionais na Universidade Anhembi Morumbi.