Dólar encerra em queda de 2,44% após entrega da reforma tributária

Dólar encerra em queda de 2,44% após entrega da reforma tributária
Dólar encerra em queda de % após entrega da reforma tributária

O dólar encerrou nesta terça-feira (21) em queda de 2,44%, negociado a R$ 5,212 na venda, movido pela entrega da primeira parte da proposta da reforma tributária no Congresso.

O dólar hoje operava negativamente pela manhã, sendo negociado a R$ 5,279. O mercado internacional está monitorando o acordo bilionário de estímulos econômicos do bloco europeu, que foi divulgado e aprovado nesta terça-feira.

O movimento de queda na moeda norte-americana também foi causado pela notícia positiva relacionada a vacina do coronavírus (covid-19). A vacina desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca e a Universidade de Oxford (Reino Unido) se mostrou segura e eficaz contra a doença. Aproximadamente 1077 pessoas foram testadas para obter os primeiros resultados do ensaio da vacina.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Confira as principais notícias que movimentaram o mercado nessa sexta-feira:

  • UE aprova pacote de 750 bilhões de euros em estímulos econômicos;
  • Coronavírus: Anvisa aprova estudo clínico fase III da vacina da Pfizer;
  • Guedes entrega ao Congresso a primeira parte da reforma tributária;

UE aprova pacote de 750 bilhões de euros em estímulos econômicos

Os líderes da União Europeia (UE) anunciaram, na manhã desta terça-feira (21), um novo pacote de estímulos econômicos ao bloco europeu no combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Após dias de negociações, foi decidida a utilização de 750 bilhões de euros (cerca de R$ 4,57 trilhões) com o objetivo de mitigar a recessão econômica da região.

Saiba mais: UE aprova pacote de 750 bilhões de euros em estímulos econômicos

O acordo, fechado pela UE em Bruxelas, exigiu a aprovação unânime dos Estados membros. A decisão representa uma vitória para Angela Merkel, premiê da Alemanha, que lidera o bloco neste semestre, e do presidente da França, Emmanuel Macron, que havia apresentado um esboço desse pacote em maio.

Aprovação do estudo clínico da vacina movimentou o dólar hoje

A empresa farmacêutica multinacional, Pfizer e a BioNTech receberam autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nessa terça-feira (21), para fazer testes da vacina contra o novo coronavírus (Covid-19) no Brasil. A autorização foi publicada no Diário Oficial (DO).

Saiba mais: Coronavírus: Anvisa aprova estudo clínico fase III da vacina da Pfizer

A Anvisa afirmou que 29 mil pessoas farão parte do estudo clínico fase III da vacina, sendo que desse total, 5 mil estão no Brasil. O estudo será feito em São Paulo e na Bahia, ao passo que a seleção dos voluntários será responsabilidade das companhias.

Guedes entrega ao Congresso a primeira parte da reforma tributária

O ministro da Economia, Paulo Guedes, entregou nesta terça-feira (21) a primeira parte da reforma tributária ao Congresso Nacional. A proposta do governo federal, estudada pela área econômica, foi entregue ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Saiba mais: Guedes entrega ao Congresso a primeira parte da reforma tributária

O ministério indicou que a primeira parte da reforma tributária inclui somente a proposta de unificação de PIS e Cofins, que formam os dois impostos federais sobre o consumo de bens e serviços. Dessa forma,  outros temas, como a inclusão de tributos estaduais nesse imposto único, mudanças no Imposto de Renda e alteração da carga tributária, devem ser incluídos na segunda parte da proposta.

Última cotação do dólar hoje

Na sessão de quinta-feira, o dólar encerrou o pregão em queda de 0,752%, negociado a R$ 5,34 na venda.

Daniel Guimarães

Compartilhe sua opinião