Mercado

Dólar encerra em queda de -0,111% após medida do BCE

0

O dólar encerrou nesta quinta-feira (12) em queda de -0,111% sendo vendido a R$ 4,0599.

O dólar caiu devido a vários fatores. O principal deles, o corte de juros anunciado pelo Banco Central Europeu (BCE) que elevou o otimismo global de investidores.

Além disso, contribuíram para a queda:

  • a declaração do presidente dos EUA, Donald Trump, que reprovou o corte de juros do BCE
  • Google terá que pagar multa de quase 1 bilhão de euros para a França

Banco Central Europeu anuncia corte de juros

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou na manhã desta quinta-feira (12) um novo pacote de estímulos à economia do velho continente.

Como era a expectativa, as taxas de juros foram retraídas e foi aprovada uma nova rodada de compras de títulos para estimular o crescimento da zona do euro. O intuito também era conter as preocupantes expectativas de inflação.

Veja também: Banco Central Europeu anuncia corte de juros

O BCE reduziu sua taxa de depósito de -0,40% para -0,50%, um recordo na série histórica. Também voltará às compras de títulos a um ritmo de 20 bilhões de euros por mês a partir de novembro, retomando seu programa de relaxamento quantitativo (QE, pela sigla em inglês), conforme o relatório desta quinta.

Trump critica BCE

O Banco Central Europeu decidiu cortar o juros em 10 pontos-base na manhã desta quinta-feira (12). Com isso, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, mostrou, mais uma vez, sua indignação por meio de uma rede social e alertou que os europeus estão querendo prejudicar as exportações dos EUA.

Saiba mais: Trump diz que BCE está tentando prejudicar as exportações americanas

“O Banco Central Europeu, agindo rapidamente, cortou as taxas em 10 pontos base. Estão tentando, e sendo bem sucedidos, depreciar o Euro ante um dólar MUITO fortalecido, prejudicando exportações americanas”, disse Trump em seu Twitter.

O mandatário aproveitou a deixa para criticar mais uma vez o Federal Reserve, pedindo, em outras palavras, mais um corte do Banco Central norte-americano nos juros. “E o Fed espera, espera, espera. Eles são pagos para contrair empréstimos, enquanto nós pagamos juros”, julgou o presidente norte-americano.

Google pagará multa de quase 1 bilhão de euros para França

O Google pagará quase um bilhão de euros (aproximadamente R$ 4,5 bilhões) para o governo da França para encerrar uma investigação de fraude fiscal.

“Acabamos com as disputas tributárias que tivemos na França por muitos anos”, informou a Alphabet, empresa controladora do Google.

Saiba mais: Google pagará multa de quase 1 bilhão de euros para a França

A gigante norte-americana deverá pagar 500 milhões de euros para o acordo relacionado com casos de fraude fiscal. Além disso, a companhia precisará desembolsar 465 milhões de euros por conta de impostos atrasados.

“É um acordo histórico para nossas finanças públicas e porque marca o fim de uma era”, afirmou o ministro das Contas Públicas da França, Gérald Darmanin.

Última cotação do dólar

Na última sessão, quarta-feira, o dólar encerrou em queda de -0,764% sendo negociado a R$ 4,0644.

Compartilhe a sua opinião

Rafael Lara
Rafael Lara cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Escreve sobre política, economia e negócios para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na TV Gazeta na produção do programa Edição Extra.