Dólar encerra em alta de 1,305%, cotado em R$ 5,4126

Dólar encerra em alta de 1,305%, cotado em R$ 5,4126
O dólar hoje encerrou em queda de 0,91%, negociado a R$ 5,415

O dólar encerrou nesta sexta-feira (7) em alta de 1,305%, negociado a R$ 5,4126 na venda.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

dólar hoje abriu em alta, enquanto no acumulado da semana, a moeda norte-americana também registra uma alta de 3,6073%.

Pela manhã, o mercado estava atento ao desdobramento da tensão entre as duas principais economias do mundo. Já no decorrer do dia, os investidores ficaram de olho no relatório de empregos dos EUA.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Confira as principais notícias que movimentaram o mercado nessa sexta-feira:

  • EUA registram queda na criação de vagas de trabalho e somam 1,8 mi em julho
  • IPCA: Inflação sobe a 0,36% em julho
  • Canadá anuncia retaliação ao imposto implementado pelos EUA
  • Última cotação do dólar

Relatório de empregos dos EUA

Os Estados Unidos (EUA) registraram a criação de 1,8 milhão de empregos no mês de julho, de acordo com dados do Departamento do Trabalho do país norte-americano, divulgados nesta sexta-feira. O número significa uma forte desaceleração em relação aos resultados apresentados em maio, de 2,7 milhões, e junho, de 4,8 milhões de vagas criadas.

A desaceleração em relação a criação de vagas de trabalho ocorre em meio ao aumento do número de casos de coronavírus (Covid-19) no país, que é o líder mundial em casos e mortes pela doença. Apesar disso, o relatório do Departamento do Trabalho dos EUA mostrou que houve uma queda na taxa de desemprego, saindo de 11,1% para 10,2%. Mesmo com a leve melhora, é o maior nível desde a crise de 2008. O número de pessoas que perderam permanentemente os seus empregos ficou quase estável frente ao mês de junho, em 2,9 milhões.

Inflação em julho

A inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), teve variação positiva de 0,36% em julho. Os dados foram divulgados na manhã desta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Trata-se do maior resultado para um mês de julho desde 2016, quando o IPCA foi de 0,52%. No ano, o indicador acumula alta de 0,46% e, nos últimos doze meses, alta de 2,31% acima dos 2,13% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em julho de 2019, a taxa havia ficado em 0,19%.

Seis grupos, dos nove pesquisados pelo IBGE, registraram alta em julho. Sendo assim, apenas três grupos tiveram altas, com destaque para o de Artigos de residência, que teve variação positiva de 0,90%. Por outro lado, nas maiores quedas, está o grupo de Vestuário, com deflação de 0,52%.

Canadá X EUA

As autoridades canadenses informaram nesta sexta-feira que pretendem impor seus próprios impostos sobre uma série de produtos dos EUA que contêm alumínio, em retaliação ao último movimento do presidente Trump. Serão implementados impostos em produtos como máquinas de lavar, tacos de golfe e bebidas enlatadas, levando a uma piora em uma das maiores relações comerciais do mundo.

presidente Donald Trump decidiu implementar novamente o imposto sobre o alumínio importado do Canadá na última quinta-feira (6). A medida anunciada vem à tona um mês após o governo dos EUA fechar o novo acordo comercial com o México e o Canadá, visando reduzir as barreiras comerciais na América do Norte.

“O Canadá estava se aproveitando de nós, como sempre”, disse o presidente Trump durante um discurso em uma fábrica da Whirlpool em Ohio. “O negócio do alumínio estava sendo dizimado pelo Canadá, o que é muito injusto com nossos empregos e nossos excelentes trabalhadores de alumínio”.

Última cotação do dólar

Na última sessão, quinta-feira, o dólar encerrou em queda 0,93%, negociado a R$ 5,3429.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião