Mercado

Dólar abre estável de olho no coronavírus e no Brexit

0

O dólar abre em leve queda nesta sexta-feira (31) após atingir sua máxima histórica nominal na última quinta-feira (30).

Por volta das 9h20, o dólar variava negativamente a 0,005% sendo negociado a R$ 4,2569. Os investidores seguem atentos aos desdobramentos do vírus chinês que invadiu quase 20 países.

Ademais, segue no radar dos mercados a conclusão do Brexit. Após mais de três anos de discussões, o Reino Unido sairá definitivamente da UE nesta sexta-feira.

Coronavírus

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou na última quinta-feira (30) que o coronavírus como emergência internacional de saúde. A informação foi divulgada durante uma coletiva de imprensa em Genebra, na Suíça, na sede da entidade internacional.

Durante a coletiva, a OMS também informou o nome oficial da epidemia de coronavírus: “Doença Respiratória de 2019-nCoV”. Atualmente há 7.818 casos confirmados de infecção, dos quais 7.736 na China (99% do total), onde foram contabilizadas 170 mortes por causa da doença.

Tedros Adhanom, diretor-geral da OMS, explicou que essa decisão da entidade tem como objetivo evitar a expansão da doença. Especialmente em países com menos condições para conter o vírus.

O governo da China informou que o número de pessoas infectadas pelo coronavírus passou de 9.600, com 217 mortes.

Brexit

Após mais de três anos do referendo do Brexit, realizado em junho de 2016, o Reino Unido sairá oficialmente da União Europeia (UE) às 23 horas (20 horas de Brasília) desta sexta-feira (31).

No entanto, até dezembro deste ano ocorrerá um período de transição sobre detalhes que ainda estão em discussão sobre o Brexit. A data prevista para o encerramento deste processo é 31 de dezembro de 2020.

Confira: FMI: é cedo para medir impacto do coronavírus na economia da China

Um dos principais pontos ainda em discussão é em relação ao comércio. As relações comerciais com a UE representaram 49% de todos os negócios do Reino Unido no ano passado.

Em um documento oficial divulgado em setembro do ano passado, o governo britânico relatou possíveis cenários após a conclusão do Brexit. De acordo com as autoridades, uma saída sem acordo poderia causar uma escassez de combustível e medicamentos, longos congestionamentos em portos e alta dos preços dos alimentos.

As bolsas europeias operam em leve queda nesta sexta-feira.

Desemprego

A Taxa de Desemprego no trimestre de outubro a dezembro do ano passado encerrou em 11%. O resultado mostra uma queda de 0,8 ponto percentual (p.p) em relação ao terceiro trimestre de 2019 que estava em 11,6%. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (31) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Saiba mais: Reforma administrativa será enviada em até 2 semanas, diz Guedes

Na comparação com o mesmo período do ano anterior, a taxa do desemprego teve uma queda de 0,6 p.p. Por sua vez, a taxa média anual teve recuou de 12,3 p.p no ano retrasado para 11,9% em 2019.

A expectativa de especialistas, segundo a agência de notícias “Bloomberg”, estimavam que o desemprego atingisse 11%.

Última cotação do dólar

Na última sessão, quinta-feira, o dólar encerrou em alta de 0,946%, cotado em R$ 4,2589.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Jader Lazarini
Jader Lazarini escreve sobre mercado financeiro, política e economia para o portal de notícias da Suno Research. Anteriormente, trabalhou na Unidas. Estuda Relações Internacionais na Universidade Anhembi Morumbi.