Dólar inicia em alta de olho nas tarifas dos Estados Unidos sobre a UE

Dólar inicia em alta de olho nas tarifas dos Estados Unidos sobre a UE
A cotação do dólar hoje refletiu a cautela em relação ao cenário fiscal brasileiro

O dólar abriu esta terça-feira (12) em alta. Os assuntos domésticos e internacionais influenciam na cotação da moeda estadunidense.

Por volta das 9h20, o dólar registrava variação positiva de 0,514%, sendo negociado a R$ 4,1634. O mercado está atento às taxas dos Estados Unidos sobre a União Europeia (UE).

Além disso, os investidores estão atentos à saída do presidente Jair Bolsonaro do PSL e as novidades da guerra comercial.

EUA x União Europeia

Os investidores internacionais seguem atentos ao desenrolar das disputa comercial entre Estados Unidos e União Europeia. É possível que haja uma prorrogação das tarifas sobre os veículos europeus.

O presidente norte-americano, Donald Trump, discursará às 14h (horário de Brasília) no Economic Club, em Nova York.

Trump disse em maio que as importações de carro e autopeças oriundas da Europa significavam uma ameaça à segurança nacional.

A Organização Mundial do Comércio (OMC) autorizou os EUA, no dia 2 de outubro, a imporem tarifas alfandegárias de R$ 7,5 bilhões sobre produtos europeus. Logo após isso, o Ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, afirmou que a UE deverá retaliar.

Disputa comercial

Sem muitas novidades na guerra comercial, que já se alonga por mais de 1 ano, permanece a expectativa para a suspensão das tarifas dos Estados Unidos que entrariam em vigor até o final do ano.

É esperado que no discurso desta terça-feira, Trump fale sobre o andamento das negociações com os chineses.

Confira: Guerra comercial: Trump diz que acordo será o “certo” para os EUA

O presidente norte-americano, no último sábado (9) ressaltou que apenas fecharia um acordo com se esse fosse o “negócio certo” para os norte-americanos.

“As negociações comerciais com a China está indo muito bem eu acho, muito bem, e se fizermos o acordo que queremos, será um grande acordo, e se não for um grande acordo, não o farei”, afirmou Trump.

Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro criará um novo partido. Dessa forma, ao sair do PSL, o mandatário se afasta dos casos de irregularidade das cadidaturas laranjas do partido.

Após a soltura do ex-presidente Lula, reforçando a polarização política, Bolsonaro disse em entrevista que pode se valer da Lei de Segurança contra declarações dele. Dessa forma, as falas poderiam ser enquadradas como crimes contra a segurança do País e a ordem política social.

Saiba mais: Bolsonaro diz que possibilidade de sair do PSL é de 80%

Além disso, no Congresso, haverá, nesta terça-feira, a promulgação da reforma da Previdência. Com exceção de alguns pontos que entrarão em vigor em 1º de março de 2020, as novas regras para a aposentadoria passam a valer no momento que em a promulgação for realizada.

Balanços trimestrais

Eletrobras

A Eletrobras (ELE3; ELET6) reportou um lucro líquido de R$ 716 milhões no terceiro trimestre deste ano. Assim, a empresa conseguiu reverter o prejuízo de R$ 2,26 bilhões registrado no igual período do ano passado.

Sem levar em conta o desempenho do segmento das empresas de distribuição, que foram vendidas, os ganhos anteriores reverteram as perdas de R$ 1,248 bilhão.

Itaúsa

A Itaúsa (ITSA3; ITSA4)divulgou seu resultado no terceiro trimestre deste ano. A empresa registrou lucro líquido, atribuído a acionistas controladores, de R$ 1,9 bilhão, queda de 22% em comparação com o mesmo período no ano anterior.

Confira: AES Tietê e Unipar Carbocloro anunciam joint venture de R$ 620 mi

A receita atingiu, de julho a setembro, R$ 1,3 bilhão valor correspondente ao recuo de 13,4%. A linha de equivalência patrimonial caiu 17% para R$ 1,9 bilhão.

BR Distribuidora

A BR Distribuidora (BRDT3) registrou alta de 23,9% no lucro do terceiro trimestre de 2019 em relação ao mesmo período de 2018. O valor reportado foi de R$ 1,336 bilhão. Vale ressaltar que esse é o primeiro balanço da companhia depois de sua privatização.

Rumo

A Rumo (RAIL3), na noite da última segunda-feira (11) divulgou o seu balanço trimestral. O lucro líquido chegou a R$ 369 milhões, uma alta de 61% frente ao mesmo período do ano passado.

De acordo com a Rumo, além da safra recorde de milho, a menor realização de investimentos permitiu uma boa geração de caixa e diminuição da alavancagem da empresa.

Última cotação do dólar

Na última sessão, segunda-feira (11), o dólar encerrou com uma queda de 0,614%, cotado a R$ 4,1428.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião