Mercado

Dólar fecha em alta com negociação de acordo cambial entre EUA e China

0

O dólar encerrou em alta nesta quinta-feira (10) com os Estados Unidos e a China negociando um possível acordo cambial.

O dólar fechou em alta de 0,485%, negociado a R$ 4,1236 na venda. A cotação máxima foi de R$ 4,1368, por volta das 10h20. A mínima foi de R$ 4,0935, às 09h19.

O mercado reagiu de forma negativa a informação que os Estados Unidos não apoiam entrada do Brasil na Organização Para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

No cenário interno, a aprovação do megaleilão de petróleo esteve no radar dos investidores.

Acordo cambial

Negociadores dos Estados Unidos e China estariam trabalhando para um possível acordo cambial que visa o impedimento de tarifas adicionais do país norte-americano, evitando a manipulação cambial durante a guerra comercial.

Saiba mais: Guerra comercial: EUA e China negociam acordo cambial

Segundo o chefe de assuntos internacionais da Câmara de Comércio dos EUA, Myron Brilliant, houve um encontro com o vice-premiê chinês Liu He na última quarta (09).

O encontro ocorreu às vésperas das negociações, que durarão dois dias, entre o chinês, o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro norte-americano, Sterven Mnuchin, em mais uma fase da guerra comercial.

EUA não apoiam Brasil na OCDE

O governo norte-americano afirmou que não irá apoiar o Brasil na tentativa de entrar para a Organização Para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A informação pegou o público de surpresa, já que há alguns meses as autoridades dos EUA disseram, publicamente, que apoiavam o Brasil.

Saiba mais: Estados Unidos não apoiam entrada do Brasil na OCDE

Em março, o presidente norte-americano Donald Trump afirmou que apoiava o Brasil a fazer parte do grupo que conta com 36 países. O discurso foi feito na Casa Branca, ao lado do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Após isso, no mês de julho, o secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, também mostrou apoio ao Brasil nessa tarefa, em uma visita a cidade de São Paulo.

Megaleilão de petróleo

A Câmara dos Deputados aprovou o projeto que estipula como será a feita a distribuição dos recursos do megaleilão de petróleo.

Saiba mais: Câmara aprova distribuição do megaleilão de petróleo; estimativa é de arrecadar R$ 106,5 bi

O leilão da cessão onerosa será realizado em novembro. O governo estipula arrecadar aproximadamente R$ 106,5 bilhões. Antes, porém, o texto do megaleilão seguirá para o Senado.

Na última semana, os parlamentares precisaram negociar um acordo para que o projeto a ser votado atendesse às necessidades dos representantes de todas as regiões.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao fim da votação, agradeceu aos congressistas presentes pela articulação e análise do assunto. Segundo ele, foi pactuado um texto que atendeu a todas as partes do Brasil.

Última cotação do dólar

Na última sessão, quarta-feira (9), o dólar encerrou o dia com uma alta de 0,293%, negociado a R$ 4,1037.

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Oliveira
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.