Mercado

Dólar abre em queda com Senado dos EUA e MP de Bolsonaro no radar

0

O dólar abre em queda nesta terça-feira (24) monitorando o cenário internacional e nacional.

Por volta das 9h40, o dólar variava negativamente a 1,31%, sendo negociado a R$ 5,06. O mercado está acompanhando a tramitação do pacote de medidas no Senado dos Estados Unidos.

Além disso, segue no radar do investidor: banco central dos EUA anuncia compra ilimitada dos títulos americanos, Bolsonaro revoga a Medida Provisória do contrato por 4 meses e as vendas no varejo que recuaram 1% no mês de janeiro.

Pacote de medidas no Senado dos EUA

O Senado dos Estados Unidos rejeitou novamente na última segunda-feira (23) o pacote de estímulos econômicos de US$ 1,6 trilhão para combater os efeitos do novo coronavírus (covid-19) na economia.

O pacote foi reprovado mesmo após o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, realizar diversas negociações com os parlamentares. A proposta para conter os impactos do coronavírus já havia sido rejeitada pelo Senado norte-americano no último domingo (22).

Fed anuncia compra de títulos americanos

O Federal Reserve (Fed) anunciou na segunda-feira (23) a compra ilimitada de títulos do tesouro americano. O banco central dos Estados Unidos informou que essas novas medidas são para conter os efeitos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) na economia norte-americana.

O Fed vai comprar US$ 375 bilhões (R$ 1,8 trilhão) em Tesouro americano (Treasuries) e US$ 250 bilhões (R$ 1,2 trilhão) em título hipotecários. O objetivo da instituição é liberar crédito para os mercados que enfrentam problemas em razão do coronavírus.

Bolsonaro revoga MP de contrato por 4 meses

O presidente Jair Bolsonaro anunciou na segunda-feira que revogou trechos da Medida Provisória (MP) que permite a suspensão de contratos de trabalho por até quatro meses. A medida tinha sido publicada no Diário Oficial da União (DOU) e era um tentativo de ajudar as empresas brasileira durante o surto de coronavírus.

Bolsa em queda livre!? Aproveita as maiores oportunidades da bolsa brasileira com nosso acesso Suno Premium

“Determinei a revogação do art.18 da MP 927, que permitia a suspensão do contrato de trabalho por até 4 meses sem salário”, escreveu Bolsonaro em sua conta no Twitter. O trecho revogado é o artigo 18.

Vendas no varejo

As vendas no varejo caíram 1% no mês de janeiro deste ano em comparação com o mês dezembro de 2019, segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta terça-feira (24). Trata-se do recuo mais intenso para janeiro desde 2016, quando o setor registrou queda de 2,6%.

Por sua vez, no varejo ampliado, que inclui também as atividades de veículos, motos e peças, e material de construção, o volume de vendas subiu 0,6% em relação ao mês de dezembro de 2019. Em comparação com o mesmo período no ano anterior, o comércio varejista ampliado avançou 3,5%, a décima taxa positiva consecutiva. O acumulado nos últimos doze meses foi de 3,9% .

Última cotação do dólar

Na última sessão, sexta-feira (24), o dólar encerrou em alta de 2,21%, cotado em R$ 5,13.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.