Mercado

Dólar abre em alta com Senado dos EUA e coronavírus no radar

0

O dólar abre em queda com a aprovação do Senado dos EUA do pacote de medidas no radar.

Por volta das 9h30, nesta quarta-feira (25), o dólar variava negativamente a 0,835%, sendo negociado a R$ 5,0931. O mercado está acompanhando as medidas econômicas que a maior economia do mundo está tomando em razão da pandemia.

Além disso, segue no radar do investidor a situação da covid-19 no Brasil e no mundo e as bolsas globais.

Senado dos EUA aprova pacote de medidas

O Senado dos Estados Unidos chegou a um acordo, na madrugada desta quarta-feira (25), para um plano federal de estímulos à economia na ordem de US$ 2 trilhões (R$ 10,2 trilhões). O plano de sustentação do sistema de saúde, além de empresas e trabalhadores, será implementado em razão dos impactos econômicos causados pelo novo coronavírus (Covid-19).

O acordo entre os congressistas republicanos e democratas poderá ser o mais amplo pacote de estímulos econômicos da história estadunidense. Para conter o avanço do coronavírus, o Senado e a Casa dos Representantes precisam aprovar a legislação antes de enviá-la à sanção do presidente Donald Trump.

Coronavírus no mundo

A pandemia do novo coronavírus permanece no radar do mercado internacional e nacional. De acordo com a agência de notícias AFP, o vírus provocou ao menos 18.259 mortes no mundo e 404.020 casos de contágio, desde dezembro. A pandemia está presente em 177 países e territórios.

A Espanha ultrapassou a China em número de mortes, após 738 confirmadas em 24 horas. O país europeu contabiliza 3.434 mortes e agora é considerado o segundo país mais afetado, somente atrás da Itália.

Príncipe Charle confirma que contraiu covid-19 e está em isolamento na Escócia.

No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, o número de mortes pelo vírus chega a 46, no entanto, o governo de Amazonas anunciou a primeira vítima no estado e o número total contabiliza 47. São 2.201 casos confirmados pela pasta da saúde.

A Itália retomou a registrar mais de 700 mortes por coronavírus em um dia. O país contabilizou 743 mortes, elevando o número de vítimas para 6.820.

A Alemanha apresenta a menor taxa de mortalidade da doença. O país contabiliza 31.99 casos da doença e 149 mortes (0,4%). A Coreia do Sul registra 9.037 casos e 120 morte (1,3%).

Bolsas globais

O Ibovespa futuro abriu em leve queda de 0,61% nesta quarta-feira, após o índice apresentar uma forte alta na última terça-feira (24). O mercado está de olho nas medidas de estímulo econômico dos países mais afetados pelo novo coronavírus (Covid-19).

Bolsa em queda livre!? Aproveita as maiores oportunidades da bolsa brasileira com nosso acesso Suno Premium

Embora os congressistas norte-americanos tenham encontrado um acordo, os índices futuros de NY operam em queda. Por volta das 9h10, o S&P 500 apresentava uma leve baixa de 0,85%, a 2.414,62 pontos. A Nasdaq opera em queda de 0,90%, a 7.489,25 pontos.

O FTSE 100, índice acionário britânico, apresenta uma forte alta de 2,53%, a 5.464,50 pontos. O FTSE MIB da Itália, país mais atingido pelo coronavírus no território europeu, apresenta uma valorização de 0,50%.

Última cotação do dólar

Na última sessão, terça-feira (24), o dólar encerrou em queda de 1,1%, cotado em R$ 5,08.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Poliana Santos
Poliana Santos escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, colaborou na Rádio Gazeta AM, onde era responsável pela produção do programa Bom Dia Gazeta. É estudante da Faculdade Cásper Líbero.