Mercado

Dólar sobe com reforma parada e otimismo externo

0

O dólar inicia a manhã desta terça-feira (16) próximo da estabilidade, com leve variação positiva. Na última segunda (15), a moeda norte-americana fechou em alta após quatro quedas seguidas.

Por volta das 9h10, a moeda tinha uma variação de +0,194% sendo negociada a R$ 3,7636. Hoje, o dólar é movimentado principalmente pelo mercado externo, já que a reforma da Previdência ficará parada até que seja iniciada a votação em segundo turno na Câmara dos Deputados.

Reforma da Previdência

A presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS), declarou que a reforma da Previdência demorará dois meses para ser votada pelo colegiado.

Segundo Tabet, somente a CCJ precisará de um mês para votar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da reforma da Previdência. Para que o Senado também aprove a reforma serão necessários 60 dias.

Essa previsão é diferente daquela do Palácio do Planalto, que esperava uma aprovação da reforma da Previdência em 45 dias. Segundo a presidente da CCJ, esse prazo é muito otimista. Isso também por causa da tramitação na Câmara dos Deputados, onde o texto ainda deve ser votado em segundo turno. A votação deveria acontecer no dia 6 de agosto.

Saiba mais: Previdência demorará dois meses no Senado, diz presidente da CCJ

No exterior…

Com a reforma pausada até agosto, os investidores voltaram seus olhos para outras pautas do governo e também o exterior.

Na última segunda-feira (15), diminuíram os temores sobre uma desaceleração da economia chinesa, após a divulgação de dados do país que apontaram que embora o segundo trimestre tenha sido de ritmo lento de crescimento, está em linha com as expectativas, mostrando um cenário positivo.

Além disso, os dados de produção e vendas no varejo foram além do esperado durante o mês de junho, reforçando a tendência de melhora.

O mercado ainda aposta que o Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) corte os juros.

Última cotação

Na última segunda-feira (15), o dólar fechou com uma alta de +0,455% sendo cotado R$ 3,755.

Compartilhe a sua opinião

Renan Bandeira
Renan Bandeira escreve sobre política e economia para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou em uma rede de televisão, onde fazia reportagens sobre os mesmos temas. Estuda na Universidade Metodista de São Paulo.