Divulgação de balanços continua semana que vem; veja últimos destaques

Divulgação de balanços continua semana que vem; veja últimos destaques
Investimentos no Brasil têm alta de 28,2% em maio, aponta Ipea

O período de publicações de balanços financeiros do quarto trimestre de 2018 continua na próxima semana. Confira abaixo algumas empresas que vão apresentar entre os dias 11 e 15 de fevereiro seus balanços.

11 de fevereiro, segunda-feira:

  • BB Seguridade
  • Comgás
  • São Martinho

12 de fevereiro, terça-feira:

  • Banrisul
  • Biomm
  • Biosev
  • Inds Romi

13 de fevereiro, quarta-feira:

  • Duratex
  • Paranapanema
  • Tarpon Investment
  • Totvs

14 de fevereiro, quinta-feira:

  • Banco do Brasil
  • Cosan
  • Grendene
  • Smiles

15 de fevereiro, sexta-feira:

  • Alpargatas
  • Grazziotin
  • JHSF
  • Usiminas

Saiba mais: Uber investe em novos negócios que concorrem com seu produto principal

Saiba mais: B3: Vale deixará de integrar índice de sustentabilidade

Confira alguns balanços que foram destaque na última semana

  • Pela 1ª vez, lucro da Renner ultrapassa R$ 1 bilhão; alta é de 39,2%: A Lojas Renner registrou um lucro líquido de R$ 1,02 bilhão em 2018, uma alta de 39,2% em relação ao ano anterior. É a primeira vez que a empresa ultrapassa a marca do bilhão, segundo balanço divulgado na última sexta (8). A receita líquida da Renner no ano avançou 13,2% e atingiu R$ 8,43 bilhões. O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) cresceu 20,2% em relação a 2017 e somou R$ 1,77 bilhão.

 

  • Lucro da ArcelorMittal cresce 15% no 4º trimestre e chega a US$ 1,2 bi: A metalúrgica registrou lucro líquido de US$ 1,2 bilhão no quarto trimestre de 2018, de acordo com balanço. O valor foi 15% maior do que o aferido no mesmo período de 2017 (US$ 1 bilhão). Os US$ 711 milhões em isenção fiscal influenciaram o resultado, segundo a ArcelorMittal. No Brasil, por exemplo, a empresa foi beneficiada com US$ 202 milhões em créditos relacionados ao PIS/Cofins. O reconhecimento dos créditos se deu após uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que retirou do cálculo dos impostos o ICMS, imposto sobre circulação de mercadorias e prestação de serviços.

 

  • Klabin registra lucro líquido de R$ 913 milhões no 4º trimestre: O resultado é uma virada brusca em relação ao mesmo período do ano anterior, quando a produtora de papel e celulose teve um prejuízo de R$ 83 milhões. No acumulado de 2018, entretanto, o lucro da Klabin teve uma queda de 65% em relação a 2017. Somou R$ 187 milhões, bem abaixo dos R$ 532 milhões registrados no ano anterior. Apesar disso, as receitas subiram 20%, alcançando R$ 10 bilhões.

 

  • Norsk Hydro tem prejuízo de US$ 63 milhões no 4º tri de 2018:  O motivo das perdas norueguesas foram os efeitos da redução da produção em Alunorte, no Pará. Também auxiliou nas perdas o crescimento dos custos de materiais brutos. No total, a Norsk Hydro registrou prejuízo de 536 milhões de coroas norueguesas, equivalente a US$ 63 milhões, nos três últimos meses de 2018.

 

  • General Motors tem lucro de US$ 8,1 bilhões em 2018:  A informação foi divulgada na última quarta (6) pela GM. O bom desempenho das vendas nos Estados Unidos ajudaram a montadora a alcançar os resultados positivos.

 

  • Lucro do Itaú em 2018 é o maior da história dos bancos brasileiros: O lucro líquido de R$ 24,977 bilhões reportado pelo Itaú (ITUB4) na última segunda (4) em seu balanço financeiro é o maior já registrado por um banco no Brasil. O resultado de 2018 teve um crescimento de 4,2% em comparação com o lucro de 2017. A marca recorde de lucro líquido havia sido batida pelo próprio banco, em 2017. Na época, o banco registrou um valor de R$ 23,965 bilhões. Na lista dos maiores lucros entre os bancos nacionais, o Itaú ocupa as cinco primeiras colocações, com resultados entre 2014 e 2018.

 

  • Dona do Google, Alphabet registra avanço expressivo de receita em 2018:  A Alphabet, controladora do Google, registrou uma receita de US$ 136,82 bilhões em 2018, segundo seu balanço. O valor é bastante superior (22%) ao alcançado em 2017, de US$ 110 bilhões, apesar da crescente pressão pública sobre as gigantes da tecnologia. A empresa divulgou nesta segunda (4) seu balanço do período. A receita do Google no quarto trimestre do ano foi de US$ 39,28 bilhões, superior ao que o mercado esperava (US$ 38,91 bilhões). No terceiro trimestre de 2018, a empresa somou US$ 33,74 bilhões. A receita do quarto trimestre de 2017 foi de US$ 32,3 bilhões.

 

  • Saraiva registra um prejuízo de R$ 106,9 mi em dezembro de 2018:  A varejista Saraiva registrou um prejuízo de R$ 106,9 milhões em dezembro de 2018, segundo o relatório mensal da empresa que é feito pela Lucon Advogados. No entanto, o montante acabou revertendo o lucro de R$ 2,6 milhões que havia sido adquirido em dezembro 2017 pela SaraivaA companhia, que passa por recuperação judicial, viu sua receita recuar em 58,2% indo de 202,3 milhões para R$ 84,5 milhões.
Guilherme Caetano

Compartilhe sua opinião