Dimed (PNVL3), controladora da Panvel, precifica ações em aumento de capital

Dimed (PNVL3), controladora da Panvel, precifica ações em aumento de capital
Dimed (PNVL3), controladora da Panvel, precifica aumento de capital

A Dimed (PNVL3), dona da Panvel, rede de farmácias, informou que o preço por ação de seu aumento de capital será fixado em R$ 30. A informação foi revelada por meio de um fato relevante na noite da última quarta-feira (22).

Com a deliberação do Conselho de Administração da Dimed, a companhia captará até R$ 480 milhões, através de uma emissão primária de 16 milhões de ações ordinárias. As novas ações passarão a ser negociadas na próxima sexta-feira (24), sendo que a liquidação física e financeira será realizada na próxima segunda-feira (27).

O preço fixado possui um deságio de 1,8% sobre a cotação atual dos papéis da empresa cotadas na Bolsa de Valores de São Paulo (B3). Por volta das 11h20 desta quinta-feira (23), as ações da Dimed recuavam 2,52%, para R$ 30,54. As instituições financeiras participantes da oferta são:

Suno One: o primeiro passo para alcançar a sua independência financeira. Acesse agora, é gratuito!

A companhia também informou que, com a ajuda dos banco coordenadores da operação, “foram realizados esforços de colocação das ações no exterior”, exclusivamente para investidores institucionais qualificados, residentes e domiciliados nos Estados Unidos.

De acordo com o fato relevante, o preço das ações foi fixados por bookbuilding. Ao mesmo tempo, o aumento de capital também contará com uma oferta secundária de 18,55 milhões de papéis, atualmente sob posse da gestora de private equity Kinea e à Petros, fundo de pensão dos colaboradores da Petrobras (PETR4).

O acionista que não exerceu sua prioridade de subscrição ou que a exerceu subscrevendo quantidade de ações inferior à sua respectiva proporção na posição acionária ou, ainda, tiver seu pedido de subscrição cancelado, será diluído em sua participação no capital social da companhia”, salienta a empresa.

Após concluída a operação, o capital social da companhia atingirá R$ 912 milhões, divididos em 137,9 milhões de ações ordinárias, além de 13,5 milhões de papéis preferenciais.

Veja também: Kinea, fundo do Itaú Unibanco, compra parte da Panvel, do grupo Dimed

A Dimed disse que “pretende utilizar a totalidade dos recursos líquidos provenientes da oferta primária para fins de investimento em novas lojas, investimento em recursos de tecnologia da informação e investimento na infraestrutura de logística”.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião