Negócios

Digitalização pode aumentar a inclusão financeira, diz presidente do Google

0

O Brasil tem investido e crescido no setor de tecnologia nos últimos anos. Entretanto, a falta de especialistas com qualificação para o segmento ainda influencia negativamente o desenvolvimento da área no País. No evento “Exame Fórum”, realizado nesta segunda-feira (9), em São Paulo, executivos do Google Brasil e da Nubank debateram o assunto.

Para o presidente da gigante Google Brasil, Fábio Coelho, a digitalização “traz inclusão digital e melhoramento da cidadania”. Como consequência positiva, de acordo com o executivo, a inclusão financeira também pode aumentar com a tecnologia. Para exemplificar, Coelho falou sobre um sistema de pagamento utilizado na China: “Lá, quase todo cidadão paga boleto via QR Code”.

Além disso, o presidente do Google Brasil disse que a questão da digitalização também serviu para uma redução de custos das empresas nacionais. “As empresas privadas [do Brasil] desde 2014 aceleram seu poder de digitalização muito mais por uma questão de necessidade. Elas tiveram que se digitalizar para conseguir uma receita nova e ficar mais inteligente”.

Mesmo com o avanço do Brasil no setor, o problema com a falta de mão de obra preocupa o diretor da gigante Google. “O Estado precisa ficar mais eficiente. A gente tem empresa do setor privado podendo fazer mais e com dificuldades em realizar investimentos adicionais para estruturar novos movimentos em relação ao 5G e o que está por vir.”

Veja também: O momento de acelerar é agora, diz CEO do Magazine Luiza

Cofundadora do Nubank fala sobre tecnologia e sistema financeiro

Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank, disse que “houve uma mudança muito grande no patamar de como o Brasil se insere neste contexto de tecnologia, nos últimos anos”. A executiva destacou que houve uma mudança no comportamento das empresas e dos cidadãos brasileiros em relação ao uso da tecnologia.

“Teve um amadurecimento das empresas de tecnologia em começarem a atacar e também do consumidor em relação a isso”, afirmou Junqueira em evento realizado pela “Exame”, nesta segunda-feira.

“Conseguimos [Nubank] contratar, no Brasil, todos os bons desenvolvedores que conheciam as tecnologias sofisticadas com as quais a gente trabalha. Está cheio de empresas nos EUA que não conseguem fazer o que o Nubank faz aqui no Brasil”, disse a executiva em relação ao uso da tecnologia no setor financeiro.

Google e multa por exposição de dados infantis

A plataforma de vídeo do Google, YouTube, concordou em pagar uma multa de R$ 170 milhões nos Estados Unidos. A indenização está relacionada com a acusação de exposição de menores de idade a conteúdos inapropriados, além de colher informações dos usuários sem a permissão de seus pais.

O acordo do YouTube é recorde quando relacionado as multas de proteção da privacidade infantil. No entanto, para o Google o valor é pequeno quando comparado ao lucro de US$31 bilhões.

Compartilhe a sua opinião

Juliano Passaro
Juliano Passaro escreve sobre política, economia e negócios para o portal da Suno Research. Antes da Suno, trabalhou no Portal da Band. É formado em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.