Negócios

Deutsche Bank vende parte do negócio de corretagem ao BNP Paribas

0

O Deutsche Bank informou nesta segunda-feira (23) que concordou em vender parte de seu negócio de corretagem e negociação eletrônica de ações ao BNP Paribas.

Após a conclusão da negociação, o Deutsche Bank transferirá os clientes e funcionários deste setor ao BNP. Além disso, a tecnologia utilizada para os negócios de ações também será vendida ao banco.

A venda faz parte do plano de reestruturação do banco alemão. Ao longo dos últimos meses, após o escândalo dos “Panama Papers”, a instituição financeira está anunciando uma série de cortes em postos de trabalho.

Em contrapartida, o BNP está ampliando sua atuação no mercado financeiro. “Este acordo demonstra o forte compromisso do BNP Paribas com investidores institucionais em todo o mundo”, afirmou o chefe corporativo e institucional do banco francês, Yann Gérardin.

Com a divulgação do acordo, as ações do BNP caíram 2,48% na Bolsa de Valores de Paris. Os papéis estão sendo negociados a 44,01 euros.

Investigações sobre o Deutsche Bank

Desde novembro de 2018, a instituição está passando por um cenário conturbado. Nesta data, a sede central do banco alemão, localizada em Frankfurt, foi alvo de uma operação policial.

A ação foi uma consequência da divulgação do escândalo dos “Panama Papers”. Esse material consiste em uma série de documentos sigilosos sobre irregularidades financeiras que foram publicados em grandes veículos de comunicação do mundo.

Com as informações publicadas, o banco foi acusado de lavagem de dinheiro. Após essa investigação, as ações registraram queda recorde.

Em decorrência, em julho deste ano, o banco anunciou o corte de 20 mil postos de trabalho. Ademais, o diretor de investimento da instituição, Garth Ritchie, deixou o cargo.

Diminuição na estimativa da receita

O diretor financeiro do Deutsche Bank, James von Moltke, informou na última semana que a previsão da receita do banco foi reduzida para o médio prazo.

Saiba mais: Deutsche Bank diminui a estimativa de receitas para 2022

A nova meta para 2022 varia entre € 24 bilhões e € 25 bilhões. Em um primeiro momento, a expectativa era de que a receita para este período fosse de € 25 bi.

“Achamos que (a meta) continua passível de alcançar, mas estamos obviamente enfrentando obstáculos por causa das taxas de juro”, afirmou o CEO do Deutsche Bank.

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Oliveira
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.