Davos: Confira a agenda para o quarto dia do evento

Davos: Confira a agenda para o quarto dia do evento
Davos: Confira a agenda para o quarto dia do evento

A 50ª edição do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, teve início na última segunda-feira (20). O evento, que conta com a cobertura do Suno Notícias diretamente do local, inclui a presença de figuras importantes do cenário político-econômico mundial.

Confira quais são alguns dos discursos mais aguardados para o evento em Davos nesta quinta-feira (22):

  • Ministro da Economia, Paulo Guedes;
  • Diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Giorgieva;
  • Chanceler da Alemanha, Angela Merkel;
  • Governador do estado de São Paulo, João Doria.

Os primeiros painéis do dia começaram às 6h00, no horário de Brasília, e abordaram temas relacionados à geopolítica, negócios, economia, saúde e “como salvar o planeta”.

A palestra do governador de São Paulo, João Doria, está agendada para 7h00. O governador falará sobre infraestrutura e serviços urbanos. Entre os temas abordados nas palestras agendadas para o mesmo horário, estão os seguintes: futuro da Europa após a saída do Reino Unido e desenvolvimento científico na China.

Às 8h00, Kristalina Georgieva falará sobre a construção de um sistema financeiro sustentável. No mesmo horário, autoridades da Arábia Saudita e o presidente do Fórum Econômico Mundial, Børge Brende, falarão sobre as prioridades do G20.

A palestra da chanceler alemã, Angela Merkel, acontecerá às 11h00, no horário de Brasília. Neste horário também será possível ouvir sobre interação entre robôs e seres humanos, o desafio global da eletricidade e sobre os conflitos no Oriente Médio.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, deve falar às 13h00. Em sua palestra, Guedes falará sobre desafiar o domínio do dólar. No mesmo horário, o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, também estará discursando.

O que aconteceu em Davos na última quarta-feira

Na última quarta-feira, alguns dos destaques de Davos foram o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevêdo, e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Em seu discurso, Trump afirmou que os EUA iniciou negociações com o chefe da OMC. O mandatário norte-americano disse que a instituição precisa de “reformas drásticas”. “Estamos falando sobre toda uma nova estrutura ou teremos que fazer algo, mas a OMC tem sido muito injusta com os EUA por muitos, muitos anos”, disse.

Saiba mais: Estamos prontos pra uma reforma da OMC, diz Azevêdo

Por outro lado, Azevêdo comentou a declaração do mandatário sobre uma possível injustiça com os EUA. O chefe da OMC disse que a entidade está pronta para uma reforma.

“Ele vem falando isso já há algum tempo. Acho que a perspectiva dele é que, com a OMC, um país que ele considera rival dos americanos, do ponto de vista pelo menos econômico, a China, cresceu muito, se desenvolveu muito, utilizando as regras da OMC. Ele entende que este desenvolvimento chinês só aconteceu por causa da OMC”, afirmou o diretor-geral da OMC.

Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, falou que a Uber pretende investir mais no Brasil. Além disso, o ministro comentou, durante um discurso em Davos, que o Brasil e o Reino Unido devem fechar um acordo comercial por conta do Brexit.

Tags
Giovanna Oliveira

Compartilhe sua opinião