Coronavoucher: calendário da 2° parcela sairá na próxima semana

Coronavoucher: calendário da 2° parcela sairá na próxima semana
Coronavoucher:

O Presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, informou na última sexta-feira (1) através de uma videoconferência, que o calendário referente  ao pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600, conhecido como coronavoucher, será divulgado na próxima semana.

De acordo com Guimarães, o calendário seria definido após uma reunião com o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro e o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni. Contudo, a segunda parcela do coronavoucher deveria ter sido paga desde a última segunda-feira (27) conforme a estimativa inicial.

Suno One: O primeiro passo para alcançar a sua independência financeira

Na videoconferência, o presidente do banco informou que “o segundo pagamento levará em conta tudo o que esta acontecendo agora. De uma maneira muito clara: não há condição de misturar o pagamento do Bolsa Família com o das contas digitais. Passamos este mês montando a base de dados”. “Na semana que vem, vamos publicar o calendário do segundo pagamento e ele vai ser muito mais simples porque já temos uma base de dados de 50 milhões de pessoas”, completou ele.

Segundo Guimarães, as datas do pagamento do auxílio emergencial serão diferentes das datas para o pagamento do programa Bolsa Família, a fim de evitar aglomerações nas agências do banco.

Guimarães também informou que os problemas referentes a primeira parcela, ocorreram devido a falta de informações precisas por parte do banco, sobre o perfil daqueles que solicitaram o benefício. Ele ainda salientou que os beneficiários inscritos no Cadastro Único,e trabalhadores informais receberão o dinheiro do auxílio de acordo com a data de nascimento.

Pessoas sem direito ao Coronavoucher fazem filas em agências da Caixa

Na última sexta-feira, Guimarães indicou que o banco estava adotando medidas para evitar aglomerações. de acordo com ele, o banco está providenciando:

  • 560 mil máscaras;
  • 11 mil protetores faciais;
  • 600 mil litros de álcool em gel;
  • 3 mil seguranças para controlar as filas;
  • 500 recepcionistas;
  • Cinco caminhões para auxiliar no atendimento em regiões que apresentam mais dificuldade.

Na última semana, muitas pessoas que não têm o direito ao benefício estavam comparecendo nas agências da Caixa para tentar obtê-lo. Frente a isso, essas agências estavam registrando grandes filas e, consequentemente, aglomerações, o que não é recomendado devido à pandemia de coronavírus (Covid-19).

Saiba mais: Coronavoucher: ninguém ficará sem receber a primeira parcela do auxílio

Ademais, nesse sábado (2) as agências da Caixa ficarão abertas durante as 8h até as 12h com o objetivo de fazer o pagamento referente ao coronavoucher das pessoas nascidas entre janeiro e outubro que desejam receber o crédito em dinheiro. Além disso, as agências estarão a disposição para tirar dúvidas desses brasileiros.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião