Coronavírus: Pandemia deverá custar R$ 700 bi ao Brasil em 2020, diz jornal

Coronavírus: Pandemia deverá custar R$ 700 bi ao Brasil em 2020, diz jornal
O presidente Jair Bolsonaro fala à imprensa no Palácio da Alvorada. (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A pandemia de coronavírus (Covid-19) deverá custar, somente neste ano, aproximadamente R$ 700 bilhões aos cofres públicos, de acordo com um levantamento feito pelo jornal “O Estado de S. Paulo”. O valor citado anteriormente equivale a cerca de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) e a R$ 3,3 mil a cada brasileiro. Os dados tiveram como base estimativas do governo e dos bancos.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! cadastro feitocom sucesso.

lead suno background

Segundo as estimativas do jornal, o valor que será utilizado devido a pandemia poderia ser usado, por exemplo, para pagar o Bolsa Família, mesmo com o aumento de beneficiários que aconteceu durante esta crise de coronavírus, por 21 anos.

O secretário do Tesouro Nacional, Bruno Funchal, disse que este “é um custo bem alto” e que esta é uma conta que, em última instância, “será paga por todos nós e pelas gerações futuras.”

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

Caso essas previsões se confirmem, a dívida pública bruta deverá ter uma alta de 22,4% neste ano, e atingiria um recorde na história. O valor seria, por exemplo, sete vezes maior do que o apresentado em 2009, ano em que a crise financeira global teve seu auge. Além disso, o número equivaleria aos últimos seis anos somados, de 2013 a 2019, anos em que as contas públicas e a economia nacional também estavam instáveis.

Vale destacar que o déficit previsto para as contas públicas neste ano, antes da pandemia de coronavírus chegar ao Brasil, era seis vezes menor, de R$ 124,1 bilhões.

Coronavírus no Brasil

O coronavírus chegou ao Brasil há cinco meses, em março deste ano. A doença já infectou 3 milhões de brasileiros e fez mais de 100 mil vítimas fatais. O presidente da República, Jair Bolsonaro, também chegou a contrair o vírus. A pandemia fez com que o Governo Federal tomasse algumas medidas preventivas, como a imposição do período de quarentena, que acarretou no aumento do desemprego e na queda da economia.

Além disso, o governo precisou conceder recursos em grande volume para auxiliar a população e aliviar os efeitos econômicos e sociais da pandemia de coronavírus.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião