Internacional

Coronavírus: Países devem se unir para evitar recessão, diz Xi Jinping

0

O presidente da China, Xi Jingping, afirmou que os países devem se unir para evitar que a economia global entre em recessão por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19). A declaração ocorreu nesta quinta-feira (26) durante uma teleconferência com líderes do G20.

De acordo com o presidente da China, os países devem implementar políticas fiscais e monetárias de forma eficaz para minimizar os impactos do coronavírus no Produto Interno Bruto (PIB) global.

“A epidemia atingiu a produção e a demanda global em todos os aspectos, e os países precisam alavancar e coordenar suas políticas macro e impedir que a economia mundial entre em recessão”, afirmou o mandatário.

Bolsa em queda livre!? Aproveita as maiores oportunidades da bolsa brasileira com nosso acesso Suno Premium

Além disso, o presidente chinês pediu que os países-membros do G20 cortem tarifas e removam barreiras para facilitar o comércio.

“A coordenação da regulamentação financeira deve ser fortalecida e os países precisam trabalhar em conjunto para salvaguardar a estabilidade da cadeia de suprimentos industrial global”, disse Xi.

O presidente afirmou que a China aumentará o investimento estrangeiro e intensificará as importações. As medidas, segundo Xi, são formas de continuar a implementar uma política fiscal proativa e um sistema monetário prudente.

Ademais, o mandatário ressaltou ainda que o país asiático destinará US$ 344 bilhões para medidas de combate à pandemia.

G20 injetará US$ 5 tri na economia contra coronavírus

Durante a teleconferência realizada nesta quinta-feira, os países-membros do G20 decidiram injetar US$ 5 trilhões (R$ 24,91 trilhões) na economia global para ajudar no combate ao coronavírus. O grupo liderado pela Arábia Saudita neste ano afirmou que fará o que for necessário para enfrentar o avanço da pandemia do coronavírus e garantir empregos.

Saiba mais: G20 diz que injetará US$ 5 tri na economia para enfrentar coronavírus

Além disso, a organização se propôs a compartilhar informações epidemiológicas e do âmbito da saúde, sustentar os sistemas públicos de saúde e elevar a capacidade de produção de materiais médicos.

O grupo também informou que vão aumentar o financiamento para pesquisas que procuram uma vacina para o coronavírus, além de fortalecer a cooperação científica internacional.

Telegram Suno

Compartilhe a sua opinião

Giovanna Oliveira
Giovanna Oliveira escreve sobre economia e política para o portal Suno Notícias. Antes, foi repórter do portal de jornalismo da ESPM-SP e produziu conteúdo para a Corinthians TV. É estudante da ESPM.